Esportes

Grêmio anuncia saída de Jonas para o Valencia

Da Redação ·
O Grêmio anunciou nesta segunda-feira que não conta mais com o atacante Jonas. Artilheiro do último Campeonato Brasileiro, o jogador, que tinha contrato até 31 de dezembro de 2011, pediu seu desligamento para se transferir para o Valencia, da Espanha. O clube gaúcho deve receber 1,25 milhão de euros pelo rompimento do vínculo. Segundo o vice-presidente de futebol gremista, Antônio Vicente Martins, Jonas comunicou à diretoria na noite deste domingo que havia acertado com o clube espanhol. Ele vinha negociando a extensão do seu compromisso com o Grêmio, mas mudou de ideia quando foi contatado pelo Valência. Martins explicou o porquê do valor baixo para a liberação de um jogador muito valorizado no último ano. "Jonas passou por um processo de renovação de contrato no início do ano passado, quando acertou um reajuste salarial e um pagamento de luvas com validade até dezembro de 2011. Em troca, houve uma alteração do valor da cláusula rescisória. Um valor baixo para o mercado brasileiro e absurdamente baixo para o mercado internacional", lamentou. O dirigente disse que o Grêmio tentou diversas alternativas para manter Jonas em 2011. "Tomamos conhecimento desta cláusula e tentamos criar alternativas que pudessem ser satisfatórias para o jogador. No primeiro momento, ele aceitou nossa oferta mesmo que tivesse outras propostas da Europa. Mas aí chegou essa proposta da Espanha, que o Jonas diz ser um grande desafio na sua carreira". Jonas deixa o Grêmio num momento de atrito com a torcida. O atacante vinha recebendo críticas justamente pela demora de uma definição de seu futuro. Na última sexta-feira, ele chegou a xingar os torcedores e a chutar uma bola propositadamente nas arquibancadas durante a vitória por 2 a 1 sobre o São José, no Estádio Olímpico, pelo Campeonato Gaúcho, em que marcou os dois gols de seu time. "É bom deixar bem claro que o Jonas foi correto com o Grêmio durante todas as tratativas. O Grêmio não está perdendo o jogador porque não pode fazer frente às propostas da Europa, mas sim por essa cláusula rescisória que permite a saída do jogador por um valor muito baixo", finalizou Martins.
continua após publicidade