Esportes

Em carta, Loco Abreu admite que não é próximo de Joel

Da Redação ·
O atacante Loco Abreu publicou nesta segunda-feira um carta em seu site pessoal em que explica a polêmica que se envolveu durante a semana passada no Botafogo. O uruguaio criticou a postura defensiva da equipe na estreia no Campeonato Carioca e foi repreendido publicamente pelo técnico Joel Santana. No texto, escrito em português, Abreu admite que não tem afinidade com o treinador, mas diz que "o respeita" e "o admira". Além disso, afirma que está feliz no clube, que defende desde 2010, mas se coloca à disposição para ser negociado se não estiver agradando. "Não estou aqui para esconder que eu e Joel não temos uma conversa muito fluente, mas temos muito respeito um pelo outro e admiro o seu trabalho", escreveu o jogador. "Me sinto bem no Botafogo e aqui fui bem acolhido. Quero vencer, mas se minha personalidade e forma de pensar estiverem incomodando, prefiro mudar de ares, mais uma vez reafirmando respeito e gratidão pela direção, companheiros, comissão técnica, funcionários e torcida do botafoguense", completou. Abreu não gostou do que considerou excesso de cautela do time na vitória de virada por 2 a 1 sobre o Duque de Caxias, na última quinta-feira, na estreia do Estadual. Segundo ele, o Botafogo abdicou de atacar e sofreu uma pressão desnecessária, principalmente no primeiro tempo. "É só marcação, marcação, marcação. O outro time sempre tem mais posse de bola e estamos sempre correndo atrás dela. Não dá", afirmou, na saída de campo. Ao ser informado da declaração de Abreu, Joel Santana se irritou. "Esse Loco está falando muito. Se ele não concorda com algo, venha falar comigo", respondeu. "Quem traça ordem aqui sou eu. Aqui é olho no olho. Se acontecer alguma coisa, o primeiro pescoço é o meu. A diretoria contrata, o técnico escala e jogador tem de jogar." Loco Abreu e Joel já haviam entrado em atrito no ano passado, após a partida contra o Prudente, fora de casa, pelo Campeonato Brasileiro. Com gestos de desaprovação, o atacante reclamou de ter sido substituído e, como castigo, perdeu a posição de titular. Só a recuperou depois de algumas rodadas, para não sair mais do time.
continua após publicidade