Esportes

Palmeiras repete Grêmio e desiste de contratar Ronaldinho

Da Redação ·
Palmeiras não negocia mais para tentar contratar Ronaldinho Gaúcho
fonte: Google Imagens
Palmeiras não negocia mais para tentar contratar Ronaldinho Gaúcho

Palmeiras não negocia mais para tentar contratar Ronaldinho Gaúcho. Em uma nota oficial, assinada pelo presidente Luiz Gonzaga Belluzzo, o clube informa que desiste do jogador. Assim como o Grêmio, que anunciou neste sábado que estava deixando o negócio, o Palmeiras afirma que acreditava ser o único clube brasileiro a negociar com o agente e irmão do atleta, Roberto Assis Moreira.

continua após publicidade

Segundo o texto divulgado pela assessoria de imprensa do clube, em dezembro foi informado que a liberação do jogador poderia acontecer sem o pagamento da multa para o Milan. Na época, de acordo com o Palmeiras, o agente de Ronaldinho disse que apenas a equipe negociava a sua contratação.

continua após publicidade

“Somente em meados de dezembro é que surgem então outros clubes interessados. A partir de então o representante do jogador começou a desenvolver negociações paralelas. O Palmeiras alertou o irmão do jogador sobre esses novos fatos e disse que não se envolveria nessa modalidade de negociação por considerá-la contrária aos padrões éticos de uma sociedade civilizada”, afirma Belluzzo.

continua após publicidade

Mesmo assim, o Palmeiras diz ter feito uma contra proposta ao agente, que teria garantido, no dia 2 de janeiro, a ida de Ronaldinho para o clube. “Qual não foi nossa surpresa ao ver pela imprensa que as negociações com outros clubes continuavam, apesar da palavra empenhada do senhor Roberto de Assis de que o jogador vestiria nossa camisa”.

Ainda, segundo o presidente do clube, todas as etapas para a conclusão do negócio, como salário, premiação, tempo de contrato e empresas envolvidas, foram acordadas com Assis.

continua após publicidade

“Desde então, foram várias respostas evasivas e tentativas frustradas de contato. É necessário alertar a opinião pública que, em respeito à sua história, a seus torcedores e a seus parceiros, a Sociedade Esportiva Palmeiras trabalhou com a paciência necessária e com a dignidade exigida para conclusão dessa negociação”, encerra a nota oficial do clube.