Esportes

Sem renovação, Bruno Senna reconhece que permanência na F-1 está difícil

Da Redação ·
 Bruno Senna não teve seu contrato renovado com a Hispania
fonte: AFP
Bruno Senna não teve seu contrato renovado com a Hispania

Após ter a confirmação de que a Hispania não renovará seu contrato, o piloto brasileiro Bruno Senna reconheceu que sua permanência na Fórmula 1 está difícil. O sobrinho do lendário Ayrton Senna justificou os maus resultados da temporada 2010 a seus recorrentes problemas mecânicos e afirmou que não tivera chances reais de mostrar seu potencial.
 

continua após publicidade

"A situação está um pouco difícil na F-1 agora. Eu não tive a oportunidade de mostrar o que eu posso fazer por causa dos vários problemas e isso não me ajudou para essa temporada", lamentou.
 

Atualmente, restam apenas três vagas pendentes para a temporada 2011 (duas na Force India e uma na própria Hispania, que anunciou, nesta sexta, o acerto com o indiano Narain Karthikeyan). Além disso, o alemão Nico Hulkenberg, ex-piloto da Williams e que, no ano passado, conquistou a pole position no Grande Prêmio do Brasil, também está desempregado e, teoricamente, estaria na frente do brasileiro.
 

continua após publicidade

"Estamos em conversas para as poucas oportunidades que ainda estão abertas, mas eu não posso dizer que é muito fácil no momento. Mesmo Nico [Hulkenberg] está sofrendo para arrumar uma vaga competitiva", evidenciou.
 

Lucas di Grassi, outro verde-amarelo que debutou na temporada passada, também não conseguiu prosseguir na maior categoria de automobilismo do mundo. A Virgin Racing optou por contratar o belga Jerome D´Ambrosio para compor dupla com o alemão Timo Glock.