Esportes

Ferrari substitui engenheiro que errou com Alonso

Da Redação ·
 Chris Dyer (à esquerda) tyrabalhou no título de Raikonen, em 2007
fonte: AP
Chris Dyer (à esquerda) tyrabalhou no título de Raikonen, em 2007

A Ferrari anunciou que o australiano Chris Dyer, apontado como principal responsável pelo erro de estratégia que culminou na perda do título de Fernando Alonso no Grande Prêmio de Abu Dabi, foi substituído por Pat Fry no cargo de chefe de engenharia da equipe. A prova árabe fechou o Mundial de Fórmula 1 de 2010, que teve como campeão o alemão Sebastian Vettel, da Red Bull.

continua após publicidade

Ex-engenheiro da rival McLaren, Fry assume o importante posto na escuderia italiana, enquanto Dyer será remanejado para desempenhar uma outra função ainda não estabelecida pela Ferrari. Ele "terá a sua posição redefinida nos próximos dias", segundo informou comunicado divulgado pela equipe.

continua após publicidade

Na prova disputada em Abu Dabi, Alonso foi chamado por Dyer para entrar nos boxes na 16.ª volta e, em seguida, retornou à pista atrás de Vitaly Petrov, da Renault, que já havia ido aos boxes anteriormente durante a entrada do safety car no início da corrida. E, como o circuito árabe proporciona poucas chances de ultrapassagem, o espanhol ficou preso atrás do piloto russo até o fim, na sétima posição, e viu Vettel rumar tranquilo rumo ao título.

Além de confirmar a troca de Dyer por Fry, a Ferrari confirmou que Neil Martin, ex-Red Bull e McLaren, assumirá o comando do recém-criado departamento de pesquisas operacionais da escuderia. Com 38 anos de idade, o inglês irá se reportar diretamente ao diretor-técnico Aldo Costa, informou a equipe no comunicado.