Esportes

São Paulo admite passar o final de ano sem reforços

Da Redação ·
O São Paulo já admite que deve fechar o ano sem anunciar nenhuma contratação, algo muito estranho para um clube que está acostumado a apresentar várias novidades na reapresentação do elenco. Mas sem Copa Libertadores nem dinheiro, a realidade é bem diferente. O vice-presidente de futebol Carlos Augusto de Barros e Silva, o Leco, culpa a escassez do mercado e o período de festas como responsáveis pela ausência de reforços. "As negociações esquentam no começo do ano", garantiu. Até mesmo o lateral-esquerdo Juan, do Flamengo, não pode ser considerado um reforço. Ele combinou que chega só se não conseguir acertar com nenhum clube do exterior. "Vamos abrir mão dele se aparecer a proposta de fora", explicou Leco. A prioridade da diretoria era contratar um lateral-direito e um meia. Com a possível saída de Ricardo Oliveira, surgiu uma nova carência. Mas Leco tenta minimizar o problema. "O Henrique e o Mazola estão voltando, o que nos dá maior tranquilidade. E temos ainda o Fernandão para a posição". Mas a diretoria corre atrás de alguém para o setor e sonha ainda anunciá-lo antes do dia 3 de janeiro, quando o elenco se reapresenta. "Estamos analisando o mercado com calma".
continua após publicidade