Esportes

Grêmio pede ajuda da torcida para trazer Ronaldinho

Da Redação ·
 Paulo Odone espera que torcida perdoe o craque após uma saída polêmica em 2001
fonte: Denis Doyle/Getty Images
Paulo Odone espera que torcida perdoe o craque após uma saída polêmica em 2001

Oficialmente na briga para repatriar o meia-atacante Ronaldinho Gaúcho, o Grêmio quer contar com uma ajuda especial para concretizar a negociação: a torcida. O presidente do clube, Paulo Odone, sugeriu que os sócios do Tricolor antecipem suas mensalidades e “convençam mais um ou dois amigos a se associarem”.

continua após publicidade

Ele também disse que procura patrocínios e parceiros para ações de marketing para bancar a negociação. O dirigente afirmou que, sozinho, o Grêmio não tem condições de pagar os altos salários do jogador. Odone espera fazer um acordo de parceria com o craque, da mesma forma que o Corinthians fez para contar com Ronaldo.

continua após publicidade

- Isso é uma negociação completamente diferente, como aconteceu com o Ronaldo no Corinthians.

continua após publicidade

O presidente gremista admitiu que a torcida está magoada com Ronaldinho após sua saída polêmica do clube, em 2001, mas minimizou o fato (naquele ano, o astro deixou o Olímpico sem render um centavo aos cofres do Tricolor). Odone prevê uma reversão dese sentimento caso a negociação seja confirmada.

- O ressentimento vai se transformar em paixão de novo.

continua após publicidade

A diretoria tricolor espera a liberação do Milan para então iniciar as conversas com o atleta. O Palmeiras também está na briga pelo jogador e já fez uma proposta salarial, elogiada por Assis, irmão e empresário de Ronaldinho.