Esportes

Goiás bate Independiente por 2 a 0 na Sul-Americana

Da Redação ·
 Rafael Moura comemora o primeiro gol da vitória do Goiás sobre o Independiente
fonte: Fernando Bizerra Jr/EFE
Rafael Moura comemora o primeiro gol da vitória do Goiás sobre o Independiente

O Goiás ficou perto do primeiro título internacional oficial de sua história nesta quarta-feira (1º). Jogando no estádio Serra Dourada, em Goiânia, a equipe brasileira venceu o Independiente, da Argentina, por 2 a 0, e pode até perder a partida de volta por um gol de diferença para ficar com o título da Copa Sul-Americana. Rafael Moura e Otacílio Neto marcaram os gols da noite.

continua após publicidade

O jogo decisivo está marcado para a próxima quarta-feira (8), em Buenos Aires. Antes, os goianos enfrentam o Corinthians, no domingo (5), pela última rodada do Campeonato Brasileiro. O time do Centro-Oeste já está rebaixado para a Série B do torneio nacional.

continua após publicidade

Depois de um início de jogo truncado, o Goiás abriu boa vantagem no início de jogo. Aos 15min, Mareque saiu jogando errado e, após a bola passar por Carlos Alberto, Rafael Moura tocou na saída de Navarro para abrir o placar.

continua após publicidade

Cinco minutos depois, Marcelo Costa lançou Douglas em velocidade. O lateral ganhou da defesa do Independiente e bateu cruzado. A bola sobrou para Otacílio Neto, que só teve o trabalho de empurrar para as redes e colocar a equipe goiana em situação confortável na partida.

Com dois gols de desvantagem, o Independiente tentou ir para o ataque, mas se mostrou atordoado em campo. Aos 30min, Fredes disparou colocado de fora da área, mas a bola saiu sobre o travessão do goleiro Harlei. Foi a última chance da equipe argentina para diminuir na etapa inicial.

continua após publicidade

O Independiente voltou para o segundo tempo com Pato Rodríguez no lugar de Godoy e melhorou no jogo. O time portenho teve mais a posse de bola, mas só criou uma boa chance aos 10min, quando Silveira chutou para fácil defesa de Harlei.

continua após publicidade

O jogo se complicou novamente para o time argentino aos 12min. O próprio Silveira deu uma cotovelada em Rafael Tolói e acabou expulso de campo.

continua após publicidade

Com um jogador a mais, o Goiás retomou o controle da partida e chegou com perigo aos 17min. Otacílio Neto disparou em velocidade pela direita, passou por um defensor, mas tocou curto para Douglas, facilitando o corte da zaga.

Depois deste lance, a equipe brasileira se acomodou em campo e desistiu de pressionar o rival em busca de uma vantagem maior.

continua após publicidade

FICHA TÉCNICA
GOIÁS 2 x 0 INDEPENDIENTE-ARG

Local: Estádio Serra Dourada, em Goiânia (GO)
Data: 1º de dezembro de 2010, quarta-feira
Horário: 22h (de Brasília)
Árbitro: Carlos Torres (Paraguai)
Assistentes: Nicolás Yegros e Rodney Aquino (Paraguai)
Público: 35.500 pagantes
Renda: R$ 912.940,00
Cartões Amarelos: Otacílio Neto, Carlos Alberto (Goiás); Velazquez, Galeano (Independiente)
Cartão Vermelho: Silvera (Independiente)

Gols: GOIÁS: Rafael Moura, aos 14mindo primeiro tempo; Otacílio Neto, aos 21min do primeiro tempo.

GOIÁS: Harlei; Ernando, Rafael Toloi e Marcão; Douglas, Amaral, Carlos Alberto, Marcelo Costa (Felipe) e Wellington Saci; Otacílio Neto (Everton Santos) e Rafael Moura
Técnico: Artur Neto

INDEPENDIENTE-ARG: Navarro; J. Velázquez, Tuzzio e Galeano; Cabrera (Matheu), Fredes (Maxi Velázquez), Godoy (Pato Rodríguez), Battión e Mareque; Parra e Silvera
Técnico: Antônio Mohamed