Esportes

Brasil esbarra na falta de criatividade e perde da Argentina

Da Redação ·
 Robinho lamenta gol perdido
fonte: googleimagens.com
Robinho lamenta gol perdido

No primeiro grande desafio da seleção brasileira sob o comando do técnico Mano Menezes, nesta quarta-feira (17), no Khalifa International Stadium, em Doha, no Qatar, o Brasil esbarrou no talento de Messi e perdeu por 1 a 0, tendo sofrido o gol aos 46min do segundo tempo. Os rivais sul-americanos não venciam a equipe brasileira desde 2005. Foi a primeira derrota da seleção após a eliminação da Copa da África.

continua após publicidade

Embora não tenha feito uma atuação de todo ruim, o Brasil ficou longe de repetir o futebol vistoso que marcou o amistoso contra os EUA. Ronaldinho Gaúcho, de volta ao time, teve atuação apenas razoável, enquanto Neymar foi o destaque ofensivo.

continua após publicidade

O Brasil começou melhor na partida, apostando em jogadas pelas laterais e na velocidade de Neymar. A movimentação do jovem atacante dava opções para o meia Ronaldinho Gaúcho chegar de trás com a bola dominada. Porém, o Brasil insistia demais em trocar passes na entrada da área e perdia boas chances de chutar para o gol.

continua após publicidade

Por sua vez, a Argentina abusava das arrancadas de Messi, sempre perigosas, apesar da boa marcação da defesa brasileira. Com Higuaín preso dentro da área, David Luiz e Thiago Silva tinham mais dificuldade de sair jogando e precisavam ficar mais atentos. Por isso, os responsáveis pela saída de bola foram Lucas e Elias.

A melhor chance da seleção ocorreu aos 18min. Após escanteio, a zaga argentina afastou mal. Daniel Alves fez tabela rápida com o zagueiro David Luiz e chutou forte, de primeira. A bola explodiu no travessão do goleiro Romero. Ronaldinho Gaúcho também tentou, de calcanhar dentro da pequena área, aos 22min. Porém, Pastore defendeu com facilidade.

continua após publicidade

A Argentina assustou pela primeira vez aos 28min. Di Maria cobrou escanteio forte da esquerda e Pareja desviou. Higuaín cabeceiou, para ótima defesa do goleiro brasileiro. Aos 39min, os argentinos voltaram a assustar. O craque Messi recebeu de Pastore na intermediária pela esquerda, arrancou e bateu forte, mesmo pressionado por Lucas. A bola raspou a trave, assustando o goleiro Victor.

continua após publicidade

Após um primeiro tempo de muita marcação, as equipes voltaram para a etapa complementar com uma proposta um pouco mais ofensiva. Mano pediu que Robinho caísse pela esquerda, e Neymar pela direita. Na Argentina, Sergio Batista tirou Higuaín e colocou o veloz atacante Lavezzi.

continua após publicidade

Aos 11min, a Argentina chegou com perigo. Lavezzi cruzou da direita, o goleiro Victor cortou mal e a bola sobrou para Di María. O atacante ajeitou para Pastore, que bateu forte, mas a bola bateu em Thiago Silva. Os argentinos reclamaram toque de mão, mas o árbitro mandou seguir o jogo.

A seleção brasileira respondeu aos 17min. Novamente Neymar, o mais perigoso do ataque, arrancou e dividiu com a zaga. A bola sobrou para Robinho, que chutou cruzado, para boa defesa do goleiro Romero. Porém, foi o único momento em que o atacante do Milan apareceu bem no jogo.

A Argentina mexeu novamente: D’Alessandro no lugar de Pastore. No Brasil, Mano Menezes trocou Ronaldinho Gaúcho – muito aplaudido pela torcida – e promoveu a estreia do gremista Douglas. O atacante André também entrou no lugar de Neymar, e o volante Jucilei no lugar de Ramires.

Quando o jogo já parecia acabado, apareceu a estrela e o talento de Messi. Aos 46min, o craque fez uma excelente tabela com Lavezzi, passou por três marcadores brasileiros e apenas deslocou o goleiro Victor com categoria, dando números finais ao jogo.