Esportes

Corinthians sofre, mas Ronaldo "mata" Cruzeiro e Alvinegro dorme líder

Da Redação ·
 Ronaldo é gol: artilheiro fez o único tento do Corinthians
fonte: Arquivo
Ronaldo é gol: artilheiro fez o único tento do Corinthians

Foi mais difícil do que o torcedor corintiano esperava. Mesmo empurrado por mais de 30 mil alvinegros neste sábado (13), no Pacaembu, o Corinthians encontrou enormes dificuldades diante do Cruzeiro, rival direto na luta pelo título brasileiro, mas venceu do jeito que a torcida gosta; com sofrimento: 1 a 0.

continua após publicidade

O gol da vitória veio em pênalti polêmico de Gil sobre Ronaldo, aos 40min, convertido pelo próprio Fenômeno, que antes da partida prometeu não ter dó do time que o revelou para o futebol mundial.

O resultado positivo levou o Corinthians aos 63 pontos na classificação, três à frente do time mineiro, e deu ao Alvinegro a possibilidade de dormir na liderança da competição, já que o Fluminense, com 61, entrará em campo apenas no domingo (14), para encarar o desesperado Goiás.

continua após publicidade

Tratada como uma verdadeira decisão durante toda a semana, a partida deste sábado não decepcionou e mostrou, desde o apito inicial do árbitro Sandro Meira Ricci, o porquê de Corinthians e Cruzeiro estarem disputando o título com o Tricolor das Laranjeiras.

Disputado em alta velocidade, o jogo levou emoção aos torcedores já aos 2min, quando Dentinho arrancou pela esquerda e cruzou para a área, onde Ronaldo, livre, não conseguiu alcançar. No contra-ataque, foi a vez de Thiago Ribeiro buscar Wellington Paulista em chute cruzado, mas ver o companheiro se esticar todo e não chegar na bola.

Sem se intimidar com a esmagadora maioria corintiana no estádio, o Cruzeiro continuou impondo seu estilo de jogo e quase abriu o placar aos 10min, depois que Montillo levantou na área e o goleiro Julio Cesar se atrapalhou na defesa, por pouco não soltando a bola nos pés do atacante rival.

continua após publicidade

A melhor oportunidade, no entanto, veio aos 14min, quando Thiago Ribeiro foi lançado, ganhou em velocidade e invadiu a área, mas se precipitou e acabou simulando uma penalidade na saída de Júlio César, que lhe rendeu um cartão amarelo.

Com Jucilei e Elias bem marcados, o Corinthians demorou a encontrar um meio de furar o bloqueio azul e passou a apostar mais na garra ou nos erros do adversário, como o do goleiro Fábio, que tentou sair da área driblando aos 31min e, por pouco, não estragou o bem traçado plano dos mineiros.

Na melhor chance dos donos da casa, Ronaldo recebeu de Bruno César aos 41min e chutou forte, assustando o goleiro Fábio. No último lance, Elias chegou a driblar o camisa 1, mas perdeu o ângulo, permitiu a reação do goleiro e não conseguiu concluir.
Mais equilíbrio

continua após publicidade

O Corinthians começou o segundo tempo em um ritmo melhor e por pouco não abriu vantagem com Ronaldo, aos 7min, em chute perigoso, à esquerda de Fábio, após boa arrancada de Bruno César pela ponta direita.

O Cruzeiro respondeu imediatamente com o inspirado argentino Montillo, que partiu para cima do marcador, passou como quis e chutou forte, cruzado, obrigando Julio Cesar a fazer grande defesa.

continua após publicidade

Aos 14min, Jorge Henrique, que foi ovacionado antes do jogo e vinha sendo pedido insistentemente pelos torcedores, levantou do banco para se aquecer e incendiou a Fiel quando entrou no lugar do apagado Bruno César, quatro minutos mais tarde.

Enquanto o Cruzeiro trocava Montillo, machucado, pelo ex-corintiano Roger, o Alvinegro aumentava a pressão e, consequentemente, os espaços para os contra-golpes rivais. Foi dessa forma que Julio Cesar, com duas defesas importantes, primeiro em chute de Thiago Ribeiro, e depois nos pés de Wellington Paulista, salvou o Corinthians.

Quando tudo parecia se encaminhar para um empate, Sandro Meira Ricci marcou pênalti em jogada de Gil sobre Ronaldo e expulsou o cruzeirense. Na cobrança, aos 42min, o Fenômeno enterrou o time que o criou e transformou o Corinthians novamente em líder do Brasileirão: 1 a 0.

FICHA TÉCNICA
CORINTHIANS 1 X 0 CRUZEIRO
Local: estádio Pacaembu, em São Paulo (SP)
Data: 13 de novembro de 2010, sábado
Horário: 19h30 (de Brasília)
Árbitro: Sandro Meira Ricci (DF)
Assistentes: Roberto Braatz (Fifa-PR) e Alessandro Álvaro Rocha de Matos (Fifa-BA)
Cartões amarelos: Bruno César, Dentinho (Corinthians), Thiago Ribeiro, Gilberto (Cruzeiro)
Cartão vermelho: Gil (Cruzeiro)

GOLS:
CORINTHIANS: Ronaldo (pênalti), aos 42min do segundo tempo

CORINTHIANS: Julio Cesar; Alessandro, William, Chicão e Roberto Carlos; Ralf, Jucilei, Elias e Bruno César (Jorge Henrique); Dentinho e Ronaldo
Técnico: Tite

CRUZEIRO: Fábio; Jonathan, Léo, Gil e Marquinhos Paraná; Fabrício (Wallyson), Gilberto, Henrique e Montillo (Roger); Thiago Ribeiro e Wellington Paulista (Farias)
Técnico: Cuca