Esportes

Massa culpa pneus por rendimento ruim no treino oficial

Da Redação ·
 Massa durante o treino de classificação em Interlagos
fonte: Ayrton Vignola/AE
Massa durante o treino de classificação em Interlagos

A nona posição no grid de largada do GP do Brasil 2010 de Fórmula 1 não é o que Felipe Massa esperava, ainda mais por correr de Ferrari e em casa. O motivo alegado pelo piloto para não ter conseguido mais que isso foi o fato de os pneus não terem atingido a temperatura ideal na última troca, antes de sua volta derradeira na terceira sessão do treino classificatório deste sábado.

continua após publicidade

"Está difícil para que os pneus atinjam a temperatura ideal. Com essa chuva, ainda mais tendo de sair e fazer uma volta rápida de cara, é ruim. No Q3 (terceiro treino classificatório) a gente botou pneu de pista seca, mas sofremos com o mesmo problema de outras corridas: leva uma, duas voltas para aquecer. Isso foi problema para o Alonso também", disse o brasileiro.

continua após publicidade

Massa não acredita que, se tivesse antecipado a troca de pneus - de intermediários para duros, de pista seca -, a situação seria outra. "Não muda nada, foi na hora certa, entrei junto com a maioria dos pilotos".

Sobre a corrida, o piloto da Ferrari não quis fazer projeções. "Quanto mais à frente largar, maior a chance (de fazer uma boa prova), melhor pode chegar. No final, farei a situação mais certa que pudermos pensar. Penso sempre na pole e na vitória, mas também em chegar na melhor posição possível", emendou.