Esportes

Alonso reclama de pressão de rivais e diz que a Ferrari é unida

Da Redação ·
 Alonso apontou o dedo para a imprensa britânica e a Red Bull, na sua opinião dois de seus maiores opositores
fonte: Reuters
Alonso apontou o dedo para a imprensa britânica e a Red Bull, na sua opinião dois de seus maiores opositores

Fernando Alonso é o líder do Mundial de Pilotos da Fórmula 1 com 231 pontos e tem no GP de Interlagos, em São Paulo, a chance de assegurar o título da temporada 2010. O espanhol da Ferrari reclamou das "estratégias de mídia" que os rivais vem utilizando para mudar o foco da corrida de domingo (7).

continua após publicidade

Se referindo à equipe Red Bull ao jornal espanhol Diario Sport, Alonso criticou o tamanho que a repercussão de polêmicas atinge nas páginas esportivas.

continua após publicidade

- Há algumas equipes favoritas que ainda não resolveram seus problemas internos, mas tentam mudar o foco. São estratégias midiáticas dos outros times, que tentam nos deixar nervosos e pressionados. Ele têm problemas nas casas deles e por isso falam dos outros.

continua após publicidade

As principais discussões a esse respeito são sobre o apoio ou não da Red Bull ao australiano Mark Webber, que tem 11 pontos a menos que o Alonso e é o maior rival do espanhol na busca do título. A equipe austríaca sofreu neste ano para conciliar Webber com o jovem alemão Sebastian Vettel, que ainda tem chance de ser campeão.

Os questionamentos sobre o jogo de equipe da Ferrari (no episódio em que Felipe Massa deu passagem ao seu companheiro no GP da Alemanha) também incomodam Alonso, que enxerga a imprensa britânica como sua maior inimiga. Segundo o piloto, a escuderia italiana é unida.

continua após publicidade

- Felizmente para nós, somos unidos como uma equipe, como mostramos a cada corrida, incluindo minha relação com Felipe. Isso não agrada a todos e incomoda quem está fora da Ferrari.