Esportes

Brasil sofre, mas vence checas no Mundial de Vôlei

Da Redação ·

A seleção brasileira feminina enfrentou mais dificuldades do que o imaginado, mas conquistou neste sábado a sua segunda vitória no Mundial de Vôlei, disputado no Japão. Em Hamamatsu, o Brasil venceu a República por 3 sets a 2, com parciais de 22/25, 25/22, 23/25, 25/20 e 15/9, em 1 hora e 59 minutos.

continua após publicidade

"Sempre esperamos jogos difíceis, mas as tchecas realmente jogaram muito bem. Elas entraram com menos responsabilidade e arriscaram tudo. Forçaram o saque e conseguiram quebrar o nosso passe. Estou sentindo o nosso time um pouco preso ainda. A equipe está ansiosa, preocupada em não cometer erros. A partir do quarto set, o time acalmou e jogou mais solto. É assim que tem que ser", afirmou o técnico José Roberto Guimarães.

continua após publicidade

Com o resultado, o Brasil tem 100% de aproveitamento após duas rodadas do Grupo B. A equipe volta a jogar no domingo, às 7 horas (horário de Brasília), contra a Holanda. E o técnico José Roberto Guimarães espera uma atuação melhor. "Não se ganha um Mundial sem regularidade. Ainda estamos cometendo muitos erros. Mas vamos conversar e diminuir a ansiedade para o jogo contra a Holanda", afirmou.

continua após publicidade

A sofrida vitória brasileira contou com a participação da ponteira Natália, que se recuperou de uma tendinite no ombro direito, e da oposto Sheilla, que melhorou das dores nas costas. As duas jogadoras haviam sido poupadas contra o Quênia, na sexta-feira, na estreia da equipe no Mundial de Vôlei.

Sheilla mostrou a sua importância para a seleção brasileira ao ser a principal pontuadora da partida, com 27 pontos. "Fico feliz pela vitória, mas o time ainda precisa se soltar. Nos dois últimos sets, jogamos melhor, com alegria. É esse o jogo do Brasil", afirmou.

continua após publicidade

O JOGO - A República Checa começou melhor a partida contra o Brasil, que apresentava problemas na defesa, e foi aos dois tempos técnicos em vantagem (8/5 e 16/15). A seleção chegou a esboçar uma reação e virou o placar (18/15), mas as checas fizeram cinco pontos seguidos, abriram três (23/20) e fecharam a parcial em 25/22.

continua após publicidade

O Brasil reagiu no segundo set. A equipe dominou a parcial e abriu uma vantagem de nove pontos no segundo tempo técnico (16/7). A República Checa ainda encostou no placar (20/19), mas as campeãs olímpicas triunfaram por 25/22. No terceiro set, porém, a seleção brasileira voltou a cometer muitos erros e foi dominada pelas checas, que sempre lideraram o placar e venceram por 25/23.

continua após publicidade

A derrota parece ter acordado o Brasil. Mais eficiente do que nas parciais seguintes, a equipe teve o controle do quarto set e venceu por 25/20, levando a disputa para o tie-break. No set decisivo, a seleção apostou em Nathália e Sheilla e triunfou com facilidade por 15/9, garantindo a sua segunda vitória no Mundial de Vôlei.

OUTROS JOGOS - Em outras partidas disputadas neste sábado, a Sérvia obteve a sua segunda vitória no Mundial de Vôlei ao derrotar a Polônia por 3 sets a 1, com parciais de 19/25, 27/25, 26/24 e 25/22, pelo Grupo A, disputado em Tóquio. Na mesma chave, a Costa Rica bateu a Argélia por 3 sets a 0 (25/18, 25/21 e 25/10). Já pelo Grupo B, que conta com o Brasil e é disputado em Hamamatsu, Porto Rico derrotou Quênia por 3 a 0 (25/20, 25/23, 25/19).

Em Matsumoto, pelo Grupo C, os Estados Unidos conseguiram o segundo triunfo no Mundial de Vôlei ao vencer a Croácia por 3 sets a 0, com parciais de 25/16, 25/13 e 25/23. Já a Tailândia bateu o Casaquistão por 3 sets a 1 (25/16, 25/18, 20/25 e 25/16). E a Alemanha obteve o segunda vitória ao superar Cuba por 3 sets a 0, com parciais de 26/24, 25/17 e 25/23.

No Grupo D, em Osaka, a Rússia chegou ao segundo triunfo ao bater a Turquia por 3 a 1, com parciais de 25/27, 25/22, 25/11 e 25/17. A Coreia do Sul também faturou a segunda vitória ao superar a República Dominicana por 3 sets a 0, com parciais de 29/27, 25/23 e 25/20. Já a China bateu o Canadá por 3 a 0, com parciais de 25/16, 25/19 e 25/10.