Esportes

Alonso vence GP da Coreia do Sul e lidera a F-1

Da Redação ·
 Alonso superou a chuva e os rivais
fonte: Lee Jae-won/Reuters
Alonso superou a chuva e os rivais

Na prova mais conturbada da temporada, tudo deu certo para o espanhol Fernando Alonso. O piloto da Ferrari contou com os problemas dos rivais da Red Bull para vencer o GP da Coreia do Sul, disputado no circuito de Yeongam, e assumir a liderança do campeonato. O inglês Lewis Hamilton, da McLaren, chegou em segundo, logo à frente do brasileiro Felipe Massa. Rubens Barrichello foi o sétimo colocado.

continua após publicidade

Com sua quinta vitória no ano, Alonso chegou aos 231 pontos na soma geral do Mundial, 11 de vantagem sobre o australiano Mark Webber, que caiu para a segunda colocação. Hamilton é o terceiro, com 210. O alemão Sebastian Vettel, que foi pole e liderou a prova até a volta 45, estacionou nos 206 e ficou em situação complicada. Já o inglês Jenson Button chegou em 12.º e deu adeus à briga pelo título.

continua após publicidade

Ameaçada pelo atraso nas obras, a prova na Coreia correu riscos de não ser disputada por conta da forte chuva em Yeongam. A pista estreante teve problemas para drenar a água, o que gerou um atraso de 10 minutos na largada. Depois da saída, com bandeira amarela, os organizadores da corrida suspenderam a prova por cerca de 50 minutos.

continua após publicidade

Com risco de faltar luz natural, a prova teve nova largada com a presença do carro de segurança. Mas a corrida só começou mesmo na volta 18, quando a bandeira amarela foi trocada pela verde.

Vettel manteve a pole, enquanto Webber teve problemas logo na volta 19. Ele rodou sozinho e acertou o muro de proteção, atingindo ainda o alemão Nico Rosberg, que também precisou abandonar a corrida.

continua após publicidade

Alonso, por pouco, não teve a vida complicada pela Ferrari, quando os mecânicos se atrapalharam na troca do pneu dianteiro direito, na volta 32. O espanhol chegou a cair para o terceiro lugar, mas conseguiu recuperar a posição ao aproveitar um vacilo de Hamilton ainda na metade inicial da prova, e uma das inúmeras entradas do carro de segurança na pista.

continua após publicidade

A situação parecia definida, mesmo depois da parada para troca de pneus. Contudo, Alonso contou com mais um abandono dos rivais para alcançar a primeira colocação. Na volta 45, o motor do carro de Vettel explodiu. O espanhol manteve a liderança até o fim, sem ser ameaçado por Hamilton ou Massa, e cruzou a linha de chegada já quase sob o crepúsculo em Yeongam.

continua após publicidade

A corrida contou ainda com grande apresentação de Michael Schumacher, em sua melhor prova do ano. O heptacampeão mundial terminou em quarto lugar. Rubens Barrichello, que chegou a ameaçar o alemão no decorrer da prova, chegou em sétimo. Bruno Senna ficou em 14.º, no penúltimo lugar, enquanto Lucas di Grassi não conseguiu completar a prova.

A temporada da Fórmula 1 terá sequência no dia 7 de novembro, no circuito de Interlagos, em São Paulo, na penúltima etapa do ano. Duas semanas depois, os pilotos finalizarão a disputa em Abu Dabi, na última corrida de 2010.

continua após publicidade

Confira a classificação final do GP da Coreia do Sul:

continua após publicidade

1.º - Fernando Alonso (ESP/Ferrari), 2h48min20s810

2.º - Lewis Hamilton (ING/McLaren), 14s999

continua após publicidade

3.º - Felipe Massa (BRA/Ferrari), 30s868

4.º - Michael Schumacher (ALE/Mercedes), 39s688

5.º - Robert Kubica (POL/Renault), 47s734

continua após publicidade

6.º - Vitantonio Liuzzi (ITA/Force India), 53s571

7.º - Rubens Barrichello (BRA/Williams), 1min09s257

continua após publicidade

8.º - Kamui Kobayashi (JAP/Sauber), 1min17s889

9.º - Nick Heidfeld (ALE/Sauber), 1min20s107

10.º - Nico Huelkenberg (ALE/Williams), 1min20s851

continua após publicidade

11.º - Jaime Alguersuari (ESP/Toro Rosso), 1min24s146

12.º - Jenson Button (ING/McLaren), 1min29s939

13.º - Heikki Kovalainen (FIN/Lotus), 1 volta

continua após publicidade

14.º - Bruno Senna (BRA/Hispania), 2 voltas

15.º - Sakon Yamamoto (JAP/Hispania), 2 voltas

Não completaram a prova:

Adrian Sutil (ALE/Force India)

Sebastian Vettel (ALE/Red Bull)

Vitaly Petrov (RUS/Renault)

Timo Glock (ALE/Virgin)

Sebastien Buemi (SUI/Toro Rosso)

Jarno Trulli (ITA/Lotus)

Lucas Di Grassi (BRA/Virgin)

Mark Webber (AUS/Red Bull)

Nico Rosberg (ALE/Mercedes)