Esportes

Tite foge de comparações com Mano e Adilson

Da Redação ·

O Corinthians iniciou uma nova fase a partir desta quarta-feira (20). Apresentado oficialmente no CT Joaquim Grava, o técnico Tite, de volta ao clube após cinco anos ausente, chegou ao Alvinegro sem querer olhar para trás.

continua após publicidade

Ciente de que um dos grandes erros de seu antecessor, Adilson Batista, foi ter tentado apagar do grupo as lembranças de Mano Menezes, que deixou o Timão para dirigir a seleção brasileira após a Copa do Mundo, Tite evitou comparar seus métodos de trabalho com qualquer um deles.

continua após publicidade

Questionado se montará a equipe defensiva como a de Mano ou mais ofensiva como a de Adilson, o treinador foi categórico.

continua após publicidade

- Tenho um respeito muito grande pelo Mano e pelo Adilson, que teve uma série de problemas clínicos em sua passagem. Mais do que colocar meu estilo em nomes, a ideia é ter um futebol equilibrado, com consistência defensiva, mas sem abrir mão de ser ofensivo.

Com quase todos os titulares à disposição para a partida contra o Palmeiras, no domingo (27), no Pacaembu (apenas Jorge Henrique e Dentinho estão fora), Tite poderá colocar em campo o esquema de jogo que quiser – mas preferiu não entregar o ouro para Luiz Felipe Scolari.

continua após publicidade

- O Corinthians tem costume de jogar no 4-2-3-1, mas também já usou losango no meio-campo e um esquema com três zagueiros. Minha busca é simplificar ao máximo para retomar um padrão. Fui indagado há algum tempo sobre quem apresentava o futebol mais consistente e disse que era o Corinthians. Temos que retomar essa busca e vim retribuir para isso.

Logo após dar sua primeira entrevista coletiva oficial como novo responsável por dar um título à fanática torcida no ano do centenário, Tite deixou a sala de imprensa e caminhou sozinho ao gramado para reencontrar o elenco ao qual foi apresentado ao meio-dia, durante um treino físico.