Esportes

Fluminense e Botafogo fazem clássico 'reforçado'

Da Redação ·

Depois de longo período de jogo em cima de jogo, lesão em cima de lesão, desfalques ao atacado, Botafogo e Fluminense fazem um clássico neste domingo, às 18h30, no Engenhão, marcado pelo retorno de jogadores importantes de ambos os lados. Tanto nas trincheiras alvinegras quanto nas tricolores, os comandantes esperam que a volta de tais atletas signifique novo gás nesta reta final, nova arrancada rumo a seus objetivos: o título, em primeiro lugar, e a Libertadores, como consequência.

continua após publicidade

No Fluminense, depois de três jogos sem vencer e a perda da liderança para o Cruzeiro, Muricy Ramalho conta com Emerson, Diguinho e Mariano para voltar ao topo e seguir firme na luta pelo caneco do Brasileiro. No Alvinegro, Joel Santana comemora ter à disposição Marcelo Mattos e Jefferson.

continua após publicidade

"São jogadores titulares que ficaram muito tempo parados. Pode faltar um pouco de ritmo de jogo, mas eles têm que jogar. (Diguinho e Emerson) estão recuperados. Na semana passada o Emerson, que precisa muito da explosão, estava sem confiança", comentou Muricy sobre seus dois homens que estavam lesionados desde o primeiro turno.

continua após publicidade

Joel, por sua vez, prefere não adiantar a escalação e deixa no ar dúvidas quanto ao aproveitamento de alguns jogadores. Entre eles, Mattos, que está recuperado de uma torção no joelho esquerdo. "Ele treinou bem nos últimos dias e não sentiu nada. Quero utilizar um jogador que esteja 100 por cento. Caso contrário, ele pode voltar a sentir alguma dor", disse o treinador botafoguense, que prometeu uma surpresa tática. A aposta a esse respeito seria uma repetição do que fez contra o próprio Fluminense no Campeonato Carioca, quando venceu por 3 a 2 com Somália na ala esquerda e mais um volante no meio-de-campo.

Muricy, sem mistérios, celebra em especial o retorno do atacante, que desfalcou a equipe por 10 partidas e tem sete gols marcados em oito jogos no time. Segundo Muricy, a volta de Emerson pode significar a recuperação de outro jogador. Washington não estava machucado, mas em má fase, sem marcar a sete rodadas.

continua após publicidade

"Emerson é um jogador que sabe ocupar os espaços que a defesa deixa. Não joga de costas, ao contrário do Rodriguinho. Sabe se posicionar, é experiente e sabe fazer gols. Além de tudo, briga o tempo todo. Isso tudo acaba facilitando o trabalho do Washington", opinou o comandante das Laranjeiras.

O goleiro alvinegro Jefferson, que desfalcou o time por duas rodadas enquanto estava com a seleção brasileira, tem fugido do discurso em General Severiano, principalmente de Joel, de que a missão principal é a vaga na Libertadores. O arqueiro quer mais. "O objetivo do Botafogo é o título. Quando não der mais pelo título, vamos continuar brigando pela Libertadores. Estamos vendo vários times tropeçarem. A gente tem total capacidade para chegar", disse Jefferson.