Esportes

Hamilton vê título longe e diz que esperava abandonar

Da Redação ·

O inglês Lewis Hamilton teve um fim de semana turbulento em Suzuka e, por isso, ficou satisfeito por ao menos conseguir terminar o GP do Japão em quinto lugar. Neste domingo, ele perdeu a terceira marcha do seu câmbio durante a corrida e admitiu que temeu pelo terceiro abandono seguido na Fórmula 1. Além disso, reconheceu que ficou mais longe de conquistar o seu segundo título mundial.

continua após publicidade

"Eu achei que o carro não iria terminar, ele estava fazendo um monte de barulhos estranhos, mas eu mantive meus dedos cruzados, tentei não mudar muito e esperar pela bandeirada. Eu estou satisfeito e feliz que pelo menos eu tenha terminado a corrida, é a minha primeira que completo após um longo tempo", afirmou.

continua após publicidade

Com o resultado deste domingo, Hamilton caiu para a quarta colocação no Mundial de Pilotos, com 192 pontos. O piloto italiano está 28 pontos atrás do líder Mark Webber e admitiu que será difícil faturar o título. "O campeonato não está muito bom no momento. Mas existem ainda três corridas pela frente e 75 pontos em disputa, por isso vamos continuar otimistas e continuar fazendo o melhor trabalho que pudermos. Eu vou continuar lutando", disse.

continua após publicidade

O problema deste domingo não foi o único enfrentado por Hamilton no fim de semana. Na sexta-feira, ele sofreu um acidente durante o primeiro treino livre. Depois, no sábado, o inglês precisou trocar o câmbio e, por isso, perdeu cinco posições no grid de largada. O inglês lamentou as dificuldades enfrentadas em Suzuka.

"Esse não foi um bom fim de semana para mim. Eu cometi um erro na sexta-feira, então mudamos o câmbio ontem e eu tive uma punição no grid, e então eu tive outro problema com o câmbio na corrida. Essa é uma quantidade grande e infeliz de azar coletivo, mas o time e eu vamos superar. Com o câmbio, eu estava correndo normalmente, então coloquei em terceira, com aceleração e a perdi. Depois disso, eu tinha que usar apenas a quarta marcha para cima", explicou.