Esportes

Mano diz que calor e marcação atrapalharam Brasil

Da Redação ·

O técnico Mano Menezes reconheceu que a seleção brasileira não conseguiu repetir diante do Irã o mesmo desempenho da sua estreia na equipe, quando derrotou os Estados Unidos por 2 a 0 e apresentou um futebol envolvente. Para ele, o calor em Abu Dabi e a forte marcação imposta pelos iranianos atrapalharam o desempenho na seleção no triunfo por 3 a 0. Mesmo assim, ele aprovou a atuação da equipe.

continua após publicidade

"Foi um adversário com uma proposta diferente, com outras características e tivemos que encontrar soluções. Mais fechada do que os Estados Unidos, que tentou propor o jogo. Eles jogaram no 4-1-4-1, trabalharam pra reter os laterais, marcaram o tripé ofensivo. Tivemos que buscar soluções e buscamos. Sofremos um pouco com o calor. Precisávamos acelerar, mas essa foi a dificuldade que encontramos", disse.

continua após publicidade

Mano Menezes acredita que a renovação da seleção brasileira vem dando resultados positivos nos primeiros meses do seu trabalho. "O treino mostra muito, a convivência ajuda a estabelecer parâmetros e a equipe tem apresentado aspectos positivos, personalidade e a capacidade de mostrar o mesmo que nos clubes", afirmou.

continua após publicidade

O treinador também lembrou que estes amistosos da seleção também estão lhe dando a possibilidade de testar jogadores com futuro promissor, como Phillipe Coutinho e Giuliano, que deverão ser usados na próxima Olimpíada, caso o Brasil consiga a classificação para os Jogos de Londres.

"Nós temos primeiro que conquistar uma vaga. Mas, enquanto isso, é possível traçar um paralelo, observar jogadores com uma possibilidade de futuro grande e vermos jogadores que poderão ser usados. Isso é possível. Os jogadores sabem o que estamos pensando deles", comentou.