Esportes

Renovada, Seleção tem seu segundo desafio com Mano

Da Redação ·
 Seleção vai entrar em campo cheia de caras novas no amistoso em Abu Dhabi
fonte: Mowa Sports
Seleção vai entrar em campo cheia de caras novas no amistoso em Abu Dhabi

A renovada Seleção Brasileira de Mano Menezes vai voltar a campo nesta quinta-feira, às 14h (de Brasília), para encarar o segundo desafio após a eliminação precoce da Copa do Mundo da África do Sul. Diante do Irã, em Abu Dhabi, nos Emirados Árabes, uma equipe repleta de caras novas para os brasileiros e para os torcedores que vão acompanhar a partida no Zayed Sports City. Do mais jovem, Philippe Coutinho, de 18 anos, ao mais velho, o goleiro Jefferson, de 27, tudo ainda é muito novo com a camisa amarelinha. Poucos têm experiência na lista do treinador canarinho.

continua após publicidade

Para se ter uma ideia da renovação, dos 22 jogadores que estão em Abu Dhabi, apenas cinco disputaram a Copa do Mundo. O lateral-direito Daniel Alves, o zagueiro Thiago Silva, o volante Ramires e os atacantes Robinho e Nilmar estiveram na África do Sul. Em contrapartida, outros cinco foram convocados pela primeira vez para a Seleção. São os casos do goleiro Neto, do lateral-direito Mariano, dos volantes Elias e Wesley e do meia Giuliano.

continua após publicidade

Ainda tem outro dado que chama a atenção. O goleiro Jefferson, o zagueiro Réver e o meia-atacante Philippe Coutinho estão em sua segunda convocação. Porém, nenhum deles participou de uma partida oficial. Certo mesmo é que os novatos sofreram na mão de Robinho na véspera da partida. Como é de praxe, eles receberam um trote na concentração da Seleção Brasileira, em Abu Dhabi.

continua após publicidade

Mano conhece bem os iranianos

A equipe que vai enfrentar o Brasil nesta quinta-feira não é completamente desconhecida de Mano Menezes. O treinador acompanhou os últimos jogos do rival no West Asian Football Federation Championship. O Irã foi derrotado na final do torneio pelo Kuwait por 2 a 1 e acabou ficando com o vice-campeonato da competição, que já havia vencido em quatro oportunidades. Segundo o comandante da Seleção, a equipe tem uma proposta de jogo bem definida.

continua após publicidade

- É um adversário que jogou um torneio recentemente e perdeu para o Kuwait. Eles vinham bem nesse torneio, estavam dominando o jogo, mas levaram o gol em um descuido. Não podemos repetir o erro deles. Eles jogam com duas linhas de quatro e dois atacantes - explicou o treinador.

continua após publicidade

O Irã tem como principais jogadores o capitão Nekounan e o apoiador Teymourian. O primeiro, inclusive, havia sido afastado em 2009 após demonstrar apoio ao candidato de oposição ao governo iraniano. Perdoado, ele retornou à Seleção.

A partida também terá um ar de despedida no Irã. Aos 37 anos, Karim Bagheri, do Persepolis, vai fazer o seu último jogo com a camisa da seleção. Ele participou de 86 partidas e marcou 50 gols. Se no time brasileiro é o começo para muitos, nos rivais...