Esportes

Federer minimiza queda no ranking e se diz mais forte

Da Redação ·

O suíço Roger Federer garantiu não estar preocupado com a sua situação no ranking da ATP no momento em que ele se prepara para a disputa do Masters 1000 de Xangai, depois de ficar quatro semanas sem jogar. O número 3 do mundo disse que trabalhou para melhorar a sua condição física e mental, o que considera mais importante do que estar na liderança do ranking.

continua após publicidade

"Eu acredito que estou mais forte como quando eu estou no meu melhor e posso vencer qualquer um", disse Federer, em Hong Kong, nesta quinta-feira. "Mas há muitos caras jogando realmente bem e Rafael [Nadal], sendo o número 1, é um cara difícil de bater", completou.

continua após publicidade

Federer disse que Nadal mereceu estar na liderança ranking após vencer Roland Garros, Wimbledon e US Open neste ano. Com o recorde 16 títulos de torneios do Grand Slam, o suíço faturou o Aberto da Austrália neste ano. "Obviamente ele é um jogador mais forte hoje do que há alguns anos atrás, mas o mesmo se aplica a mim. Embora tenha caído um pouco no ranking, eu tive tempo para melhorar e ficar fisicamente forte, mentalmente mais forte como jogador", disse

continua após publicidade

Federer disse que está feliz por suas boas condições e garantiu que a participação na Olimpíada de Londres, em 2012, está nos seus planos. O astro suíço ganhou a medalha de ouro em duplas nos Jogos Olímpicos de Pequim, dois anos atrás, mas perdeu nas quartas de final de simples para norte-americano James Blake.

"Obviamente eu adoraria ganhar a Olimpíada em Londres em 2012, mas, novamente, você nunca sabe o que vai acontecer em tanto tempo", disse. "Então, no momento não é o foco, mas eu iria adorar participar dela e vou tentar fazer de tudo para não estar contundido para esse grande evento".