Esportes

Belluzzo recebe Palaia e pede fim da disputa política

Da Redação ·
As palavras de Belluzzo foram reforçadas por Palaia, que pediu a paz no Palmeiras
fonte: Arquivo
As palavras de Belluzzo foram reforçadas por Palaia, que pediu a paz no Palmeiras

Pouco depois de receber o alvará da construção da Arena Palestra Itália nesta quarta-feira, o presidente licenciado do Palmeiras, Luiz Gonzaga Belluzzo, recebeu em seu quarto no Hospital Sírio-libanês a visita do presidente em exercício do clube, Salvador Hugo Palaia.

continua após publicidade

Ao assumir o comando interino do Palmeiras, Palaia dissolveu a diretoria de futebol e recebeu duras críticas de dirigentes próximos a Belluzzo. Mas, emocionado com a liberação do início das obras da Arena, o presidente licenciado minimizou as divergências e disse que a conquista é um mérito coletivo.

continua após publicidade

"Eu queria sublinhar que esta conquista se deve ao trabalho de muita gente. Vejam só, vamos iniciar as obras justamente no momento em que o presidente está licenciado por motivos de saúde e um vice-presidente está exercendo o cargo", comemorou Belluzzo, com lágrimas nos olhos. "Espero que isso sirva de simbologia para entendermos que nós passamos, mas o clube fica para sempre".

continua após publicidade

Belluzzo ainda pediu que a obtenção do alvará possa diminuir as disputas políticas no Palmeiras. "Este é um momento simbólico porque estamos aqui eu e o Palaia, juntos, lutando para que o clube cresça. Espero que a gente faça isso sem ressentimentos, sem querer humilhar ninguém dentro do clube. Essa vitória é do Palmeiras", acrescentou o dirigente, que ainda se recupera no Hospital Sírio-Libanês após passar por uma cirurgia cardíaca.

As palavras de Belluzzo foram reforçadas por Palaia, que pediu a paz no Palmeiras. "Espero que a Arena seja mesmo o símbolo da pacificação do nosso clube, pois o Palmeiras está muito acima de qualquer pessoa e qualquer vaidade", comentou o presidente interino.