Facebook Img Logo
Mais lidas
Esportes

Clássico paulista interrompe balada e cria encontros inusitados no Canindé

.

DEMÉTRIO VECCHIOLI

SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) - Trânsito, rua lotada, vendedores ambulantes. O entorno do Canindé estava pronto para receber um clássico, mas tudo aquilo não era para o jogo entre Portuguesa e Juventus, na manhã deste domingo (18). É que o jogo aconteceu quase que paralelamente a uma balada de música eletrônica dentro da Portuguesa.

Como o "Clássico dos Imigrantes" pela Série A-2 do Campeonato Paulista foi marcado para as 10 horas, a festa eletrônica que ocorria numa estrutura colada ao estádio, já dentro do clube, teve que acabar um pouco mais cedo que o previsto. Enquanto garotos sem camisa expunham seus músculos e seus óculos escuros espelhados nas ruas do entorno, muitos de cerveja na mão, famílias chegavam de camisas rubro-verdes e encontravam trânsito. No estacionamento do estádio, mais confusão. Havia mais carros saindo do que chegando.

Do lado de fora, uma menina de barriga de fora e salto alto reclamava da dificuldade de pedir Uber. Estava tudo parado, com gente entrando e saindo dos arredores do estádio. Outro, de preto, como os amigos, reclamava do som desligado por causa do jogo e queria saber quem jogaria. "É clássico contra o Juventus", explicou o garoto de camisa da Lusa, que estava indo sozinho para o estádio.

A bola já estava rolando pela 13ª rodada quando os seguranças começaram o processo de expulsão dos últimos baladeiros. Pelo menos 100 deles chegaram à fila para a compra de ingressos acompanhados por um cordão de seguranças. Atrapalharam os torcedores que chegavam atrasados nos "camarotes" do Canindé. E tiveram pouca dificuldade para cruzar a fila do ingresso.

A balada talvez tenha sido o melhor momento do dia no Canindé. Em campo, somente 2 mil torcedores, dos quais cerca de 300 do Juventus. Viram um empate sem gols, em que praticamente só a Lusa jogou. Três policiais militares fizeram o bloqueio impedindo que as torcidas rivais se encontrassem, de forma que as provocações ficaram só nas ofensas contra italianos, de um lado, e portugueses, do outro.

O resultado foi pior para o Juventus, 13º colocado, que tem 10 pontos. A Lusa vem logo acima, com 12. O Batatais é o penúltimo colocado, abrindo a zona de rebaixamento com nove pontos. Faltam duas rodadas para o fim da fase de classificação e na quarta o Canindé volta a receber jogo importante, contra o Guarani.




O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

mais notícias

Últimas de Esportes

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber