Facebook Img Logo
  1. Banner
Mais lidas
Esportes

Corinthians diz que terá cláusula para que Zeca assuma possível prejuízo

.

SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) - O Corinthians diz estar cercado de cuidados para alinhavar um contrato de provavelmente quatro anos com o lateral-esquerdo Zeca, já aprovado em exames médicos e que está em batalha judicial contra o Santos.

Em entrevista, o diretor jurídico corintiano, Fábio Trubilhano, citou "cláusulas protetivas" para que, em caso de derrota do jogador na Justiça do Trabalho de Santos, eventuais ressarcimentos aos cofres santistas sejam dele e de seus representantes, a empresa OTB Sports.

"A contratação baseia-se em recente decisão proferida pelo Tribunal Superior do Trabalho, considerando rescindido o contrato de trabalho mantido entre o atleta e seu antigo empregador", afirmou Trubilhano. Segundo ele, o Corinthians está 100% livre de eventuais prejuízos com a contratação do jogador, que fez exames nesta terça.

"Sim, pois -se concretizado o contrato com o atleta- ele e seu representante assumem a obrigação de ressarcir integralmente o Corinthians", acrescentou o diretor jurídico. "Há cláusulas protetivas inseridas pelo Corinthians no contrato", explicou.

Na batalha jurídica entre Zeca e Santos, vigente desde o ano passado, toda a defesa do atleta é feita pelo corpo jurídico que forma parte da empresa que gerencia sua carreira. Em contato com a reportagem, membros do estafe do lateral corroboraram a versão de que eventuais prejuízos não serão do Corinthians.

"O departamento jurídico do Corinthians não terá nenhuma participação na defesa do atleta, que compete unicamente a ele e a seus representantes", confirmou ainda Fábio Trubilhano.

Ao longo dos últimos dias, o Corinthians chegou a procurar o Santos pela possibilidade de um acordo que fizesse o presidente José Carlos Peres desistir da ação contra Zeca. Por parte do Santos, porém, houve a queixa de que os corintianos nunca apresentaram uma proposta concreta, e apenas ficaram no "campo na especulação e da vontade". Mas, se houver nova procura por parte dos dirigentes do Parque São Jorge, a posição será de ouvir a oferta e preservar os interesses do clube da Vila Belmiro.

SANTISTAS

O Santos alega que Zeca entrou com uma ação na Justiça do Trabalho de Santos e não conseguiu uma liminar. Por conta disso, buscou instâncias superiores e conseguiu a liberação com um habeas corpus. Ainda na visão do clube paulista, esse habeas corpus diz que o lateral tem o direito de assinar com qualquer clube. Os advogados do jogador ainda viram a decisão ser reafirmada no início desta semana.

No entanto, os dirigentes santistas ressaltam que o mérito da reclamação trabalhista de Zeca só será julgado na 2ª Vara do Trabalho de Santos no próximo mês. Somente neste caso é que serão fixadas eventuais multas, direitos e montantes econômicos. O presidente santista José Carlos Peres falou em multa de R$ 150 milhões.

Segundo o corpo jurídico santista, Zeca correu risco com o acerto, pois pode perder a ação. Caso a Justiça do Trabalho não reconheça o pedido de Zeca – reclamação trabalhista improcedente em primeira audiência em abril, os clubes precisariam discutir os valores financeiros para que o jogador atue no Corinthians.

O Santos ainda alega ter uma decisão do juiz da 2ª Vara do Trabalho que deu publicidade às federações, à CBF e aos clubes filiados de que existe essa demanda entre Zeca e Santos. Para eles, todos os clubes nacionais sabem dessa ação.

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Edhucca

Últimas de Esportes

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber