Facebook Img Logo
  1. Edhucca Banner
Mais lidas
Esportes

Aguirre promete competitividade e "torcida representada pelo time" no São Paulo

.

BRUNO GROSSI E JOSÉ EDUARDO MARTINS

SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) - Diego Aguirre foi apresentado pelo São Paulo na tarde desta segunda-feira, no CT da Barra Funda. O novo treinador foi acompanhado pelo diretor-executivo de futebol, Raí, e do compatriota Diego Lugano, superintendente de relações institucionais do Tricolor, além do também uruguaio Darío Pereyra na plateia.

Em sua primeira entrevista, Aguirre, de 52 anos, prometeu resgatar a competitividade do clube, que não vem alcançando bons resultados nos últimos anos.

"É fundamental o time de mostrar mais competitividade, mostrar atitude, determinação a cada jogo. É a primeira coisa que temos de dar ao time, depois as coisas de tática e funcionamento vamos fazer. Queremos o torcedor representado em campo. Estar em um time como esse tem de jogar com pressão, faz parte. Começa uma nova etapa para todos, temos de aproveitar cada jogo e instante e pensar que tudo é possível. Temos de estar fortes psicologicamente, temos bons jogadores e um bom trabalho para fazer. Temos de pensar que vamos ganhar tudo que está à frente. Um time como o São Paulo tem que ganhar. Tem que assumir a pressão", projetou.

O treinador assinou com o São Paulo até o fim deste ano e precisou, de cara, assegurar à diretoria que não deixaria o clube antes do fim do vínculo. Essa "garantia" vem da chance de Aguirre ser convidado para ser o próximo técnico da seleção uruguaia após a Copa do Mundo de 2018, quando Óscar Tabárez deve deixar o posto depois de 12 anos. Raí disse que nenhuma cláusula contratual foi colocada, mas que há confiança na palavra de Aguirre.

"A prioridade minha é o São Paulo. Há muito tempo se fala em mudar o treinador no Uruguai. É algo que tenho na cabeça, mas não para o momento. Só penso agora no São Paulo, não tenho outra coisa na mente. Já respondi para o Raí. A primeira pergunta dele foi sobre isso, e a resposta foi de que a prioridade é o São Paulo. Não é algo para sempre, talvez um dia no futuro. Mas agora é São Paulo", explicou.

Lugano, por mais que atue em área institucional do São Paulo, admitiu ter sido consultado sobre a decisão de contratar Aguirre. E foi um defensor ferrenho do compatriota. Para o zagueiro que se aposentou no ano passado, Aguirre é o técnico ideal para o momento do clube: "Ele conhece o perfil do São Paulo, dos jogadores. Foi praticamente unânime a decisão". O novo treinador agradeceu a confiança e ainda relembrou os momentos em que estiveram juntos no Plaza Colonia em 2002.

"Adoro ter jogadores como Lugano, pela raça, vontade e liderança. Foi meu jogador há muito tempo, quando era menino. A vida tem essas coisas, agora estou aqui como treinador e ele como diretor. Espero ter jogadores com essas características, e que querem lutar", exaltou Aguirre.

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Edhucca

Últimas de Esportes

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber