Facebook Img Logo
  1. Banner
Mais lidas
Esportes

Sem Neymar e com reservas, PSG vence antes de 'decisão' contra o Real

.

SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) - Sem poder contar com o atacante Neymar, que passou por uma cirurgia neste sábado (3), e com muitos reservas em campo, o Paris Saint-Germain alcançou mais uma vitória no Campeonato Francês ao derrotar o Troyes, por 2 a 0, fora de casa, em jogo válido pela 28ª rodada da competição. Di María e Nkunku anotaram os gols da vitória do time visitante.

Com o resultado, o PSG se mantém tranquilo na liderança do Campeonato Francês, com 74 pontos, 14 a mais em relação ao segundo colocado, o Monaco, que na sexta-feira (2) derrotou o Bordeaux, por 2 a 1, em casa. O time de Paris acumula agora 24 vitórias em 28 jogos no Francês. O Troyes, por sua vez, está em uma situação difícil. Ocupa o 18º lugar, com 28 pontos, e luta para não ser rebaixado.

O PSG utilizou muitos reservas neste sábado por causa do jogo de volta das oitavas de final da Liga dos Campeões, que acontece na próxima terça-feira (6), em Paris, contra o Real Madrid. Na primeira partida, em Madri, o time espanhol venceu por 3 a 1 e pode perder por até um gol de diferença que se classifica para as quartas de final. Já o PSG passa de fase se ganhar por 2 a 0. Se fizer 3 a 1, o duelo vai para os pênaltis. Se o Real anotar dois ou mais gols, a equipe de paris precisa vencer por três gols de diferença.

De olho no Real Madrid, o técnico do PSG, Unai Emery, resolveu poupar alguns jogadores, como Cavani, Mbappé, Pastore e Marquinhos. Eles não foram relacionados nem para a reserva. O brasileiro Daniel Alves começou a partida no banco e entrou no segundo tempo. Dessa forma, o PSG teve Draxler, Lo Celso e Di María no ataque titular.

Mesmo com muitos reservas, o PSG foi muito superior em relação ao rival no primeiro tempo. Teve 68% da posse de bola e deu 11 chutes a gol, contra apenas dois do adversário. A sorte do Troyes é que o goleiro Zelazny estava inspirado e salvou o time com ótimas defesas. Em uma delas, caiu no cantinho para espalmar a bola para escanteio em um chute forte de Lo Celso. Logo depois, Zelazny evitou um gol de bicicleta de Nkunku.

Depois de tanto tentar no primeiro tempo, o PSG precisou de apenas dois minutos da segunda etapa para abrir o placar. A defesa do Troyes não conseguiu afastar uma bola, que sobrou para Draxler tocar para Di María. O argentino ficou cara a cara com Zelazny e deu toque sutil por cima para balançar as redes.

O Troyes parecia não ter forças para reação. Dessa forma, o PSG sofreu poucos sustos na sua defesa. Aos 32 minutos do segundo tempo, o time conseguiu ampliar a vantagem com Nkunku, que estava em posição duvidosa. Jogadores e comissão técnica do Troyes se revoltaram porque viram uma falta a favor pouco antes do gol.

Com muitas mudanças na equipe, Emery levou para o jogo o jovem Timothy Weah, filho de George Weah, melhor jogador do mundo pela Fifa em 1995 e hoje presidente da Libéria. Timothy começou a partida no banco de reservas e entrou em campo aos 34 minutos do segundo tempo no lugar de Lo Celso. Esta foi a sua estreia no profissional.

Na próxima rodada do Campeonato Francês, o Troyes visita o Nantes, no sábado (10), enquanto o Paris Saint-Germain recebe o Metz, no mesmo dia. Antes, porém, o time da capital francesa encara o Real Madrid, pela Liga dos Campeões.

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Edhucca

Últimas de Esportes

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber