Facebook Img Logo
  1. Banner
Mais lidas
Esportes

Neymar desembarca no Brasil para fazer cirurgia no pé

.

SÉRGIO RANGEL

RIO DE JANEIRO, RJ (FOLHAPRESS) - O atacante Neymar desembarcou na manhã desta quinta (1º) no Rio. Ele vai se submeter a uma cirurgia no sábado (3), em Belo Horizonte.

O jogador se deslocou pelo aeroporto do Galeão de cadeira de rodas. Ele sofreu uma fratura no 5º metatarso do pé direito no final do clássico contra o Olympique, no domingo (25), pelo Campeonato Francês.

A cirurgia foi confirmada pelo médico Rodrigo Lasmar. Ele informou que o tempo de recuperação é de dois meses e meio até três meses. Neste caso, Neymar estará fora de toda a temporada atual do Paris Saint-Germain e só voltará a jogar perto do início de preparação da seleção para o Mundial.

Os convocados de Tite vão se apresentar em Teresópolis no dia 21 de maio. A estreia do Brasil no Mundial da Rússia será contra a Suíça, no dia 17 de junho. Segundo Lasmar, o jogador seguiria na manhã desta quinta para a sua casa em São Paulo e se apresentaria no final da tarde de sexta (2) em Belo Horizonte.

Neymar deverá ser operado no Hospital Mater Dei, na capital mineira. Chamado de osteossíntese, o procedimento é feito com a colocação de um parafuso que aproxima os fragmentos do osso separados pela fissura para facilitar a cicatrização.

Inicialmente, o atacante deverá ficar uma semana se recuperando no centro de treinamento do Atlético-MG. Lasmar é médico do clube.

Para realizar a cirurgia no Brasil, Neymar travou uma queda de braço com o PSG. O time francês queria que o atleta fizesse um tratamento conservador (sem cirurgia) para estar de volta aos gramados mais rapidamente, e tinha como trunfo cláusula contratual que lhe dava a última palavra para escolher o tratamento. O brasileiro, porém, desejava realizar a cirurgia para não correr risco de perder a Copa do Mundo, e venceu a disputa.

ACOMPANHAMENTO FRANCÊS

O médico francês Gerard Saillant vai acompanhar a cirurgia do atacante Neymar em Belo Horizonte.

Saillant será o representante do Paris Saint-Germain nos primeiros dias de recuperação do atleta no país. Mas ele não chegou ao Brasil no mesmo avião que o atacante.

Presidente e fundador do Instituto do Cérebro e da Medula Espinhal, referência mundial em ortopedia e traumatologia, o médico foi o responsável pela delicada cirurgia submetida em Ronaldo, em 2000. Na época, o ex-jogador rompeu totalmente o tendão patelar na tentativa de um drible em um jogo na Itália.

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Edhucca

Últimas de Esportes

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber