Facebook Img Logo
Mais lidas
Esportes

Atlético-MG vence o Figueirense pela Copa do Brasil em jogo marcado por apagão

.

BELO HORIZONTE, MG (UOL/FOLHAPRESS) - O Atlético-MG deu um importante passo para se classificar para a quarta fase da Copa do Brasil. Atuando fora de casa, o time alvinegro bateu o Figueirense por 1 a 0, com gol de Otero, no estádio Orlando Scarpelli, em Florianópolis. A partida ficou marcada pelo apagão de alguns refletores durante o segundo tempo, interrompendo o jogo por 15 minutos.

Para o duelo da volta, em Belo Horizonte, o Atlético-MG joga por um empate para avançar de fase e faturar mais uma bolada, na milionária Copa do Brasil. Quem avançar para a quarta fase vai receber R$ 1,8 milhão de premiação. Por enquanto, o clube já ganhou R$ 3,6 milhões no torneio, enquanto os catarinenses já levaram R$ 2,5 milhões.

O atacante Erik tem se tornado um jogador muito importante para o Atlético na Copa do Brasil e ficou novamente entre os destaques do time. Foi dele o gol da classificação diante do Atlético-AC, na primeira fase. Diante do Figueirense, foi do camisa 18 a jogada do gol anotado por Otero. O jogador ainda apareceu bem em outras jogadas, sempre com muita velocidade.

Gabriel, por sua vez, não passa por um bom momento neste começo de temporada. O zagueiro tem cometido muitos erros, e não foi diferente contra o Figueirense. Em alguns lances, as falhas do defensor foram o suficiente para assustar os torcedores atleticanos. O jogador terminou o jogo com cartão amarelo.

Atuando como visitante, o Atlético adotou uma postura bem defensiva nos primeiros minutos da partida. Foi nesse momento que o Figueirense ficou bastante tempo no campo de ataque. Apesar não conseguir criar chances claras, a equipe catarinense deu trabalho para o goleiro Victor. Foram dois chutes de fora de média distância para defesas do camisa 1, que colocou a bola para escanteio nas duas oportunidades em chutes de Betinho e Samuel.

Para o Atlético-MG, a estratégia era jogar fechado e aproveitar os espaços dados pelo adversário. Como deu certo diante de América-MG e Botafogo-PB, ela foi repetida em Florianópolis. Com um quarteto ofensivo bastante veloz, formado por Erik, Otero, Róger Guedes e Ricardo Oliveira, o Atlético precisa apenas aprimorar o passe final. Na jogada que conseguiu entrar na área do Figueira, saiu o gol. Erik girou e passou para Otero, que bateu rasteiro, sem chances para Dênis, aos 31min.

Na etapa final, aos 10 minutos aconteceu o momento de maior susto para o torcedor do Atlético. O meia João Paulo cruzou a bola, e o goleiro Victor saiu muito mal. Na dividida com o atacante do Figueirense, a bola passou pelo camisa 1 e só não entrou por causa de Fábio Santos, que conseguiu dar um toque que foi parar nas mãos do arqueiro atleticano.

Aos 17 minutos, quando o Figueirense tinha uma falta para cobra, parte da energia elétrica acabou no Estádio Orlando Scarpelli. Os refletores de um lado se apagaram, assim como as cabines de imprensa. A partida ficou paralisada por 15 minutos, até que a iluminação voltasse ao normal. No retorno, o Atlético-MG conseguiu segurar a segunda vitória consecutiva na Copa do Brasil.

FIGUEIRENSE

Denis; Samuel, Cleberson, Nogueira, Lazaroni; Zé Antônio, Betinho, João Paulo (Ermel), Jorge Henrique (Ronaldo); Felipe Amorim (Victor Cedrón), André Luis.

T.: Milton Cruz.

ATLÉTICO-MG:

Victor; Patric, Leonardo Silva, Gabriel, Fábio Santos; Adilson (Gustavo Blanco), Elias, Otero; Róger Guedes (Luan), Ricardo Oliveira, Erik (Cazares). T.: Thiago Larghi (interino)

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

mais notícias

Últimas de Esportes

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber