Facebook Img Logo
  1. Banner
Mais lidas
Esportes

À procura do estilo Libertadores, Palmeiras estreia fora contra o Junior Barranquilla

.

EDUARDO GERAQUE

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O sonho de reconquistar a América começa nesta quinta (1º) para o Palmeiras, diante do Júnior de Barranquilha, na Colômbia, às 21h30.

A preocupação do técnico Roger Machado, ainda mais após a derrota para o Corinthians, é encontrar o estilo Libertadores de vencer.

O desempenho na troca de passes dos dois últimos campeões do torneio indica que uma equipe eficiente nesse fundamento é um dos trunfos para uma campanha vitoriosa. O que o próprio treinador do Palmeiras sabe bem.

"A troca de passes precisa ter alternância de distância, de velocidade e de direção para que o adversário prenda atenção à bola e permita que espaços apareçam", diz Roger.

O Grêmio, vencedor em 2017, e o Atlético Nacional da Colômbia, campeão em 2016, ficaram entre os dez melhores no ranking de troca de passes de cada edição, considerada a média por jogo.

A velocidade com que as trocas ocorreram, medida em passes por minuto em que o time tem a bola, também foi alta entre os times campeões.

Em 2017, a equipe dirigida por Renato Gaúcho, que jogou a Libertadores com 47 clubes, ficou em nono no ranking de passes efetuados.

Quanto à velocidade, o campeão da Libertadores de 2017 foi o terceiro.

Na lista de passes certos, o time gremista ficou em sexto.

O Atlético Nacional, que tinha o colombiano Borja, hoje no Palmeiras, como um dos destaques do time campeão em 2016, que desbancou outros 37 times, também construiu suas vitórias com eficientes trocas de passes.

O time colombiano foi o terceiro em rapidez das trocas e o segundo no total de passes dados por jogo.

Os comandados de Reinaldo Rueda ainda ficaram em 2º em passes corretos.

Mas se Borja é uma das esperanças do Palmeiras para a Libertadores, a questão é saber como o meio campo vai municiar o ataque.

O jogo contra o Corinthians é o parâmetro do ano. Fábio Carille fez com que os jogadores do time alvinegro pressionassem a saída de bola.

Principal contratação da temporada, Lucas Lima não conseguiu jogar bem no clássico. Tanto o meia, quanto Felipe Melo, um dos destaques em passes certos no Paulista, optaram por jogadas longas, e imprecisas.

Os atacantes não tiveram a bola para finalizar.

Outra peça chave no meio campo do Palmeiras, na avaliação de Roger, é o meia Tchê Tchê. "Não compactuo com as críticas feitas a ele", diz.

Na forma de jogar do Palmeiras, que busca defender-se com sete a oito jogadores atrás da linha da bola, Tchê Tchê tem se mostrado eficaz.

Roger disse que a equipe está definida para o jogo desta quarta-feira (28), mas não anunciou quem vai jogar.

Na busca de um meio campo que jogue no estilo dos último campeões, a estreia na Colômbia vai mostrar se a montagem que perdeu para o Corinthians é a ideal ou se peças precisam mudar.

Guerra, à frente, ou Moisés perto da zaga, são opções.

JUNIOR BARRANQUILLA

Viera; Piedrahita, Pérez, Arias, Gutiérrez; Pico, Cantillo, Chará, González; Ruíz, Téo Gutiérrez. T.: Alexis Mendoza

PALMEIRAS

Jailson; Marcos Rocha, Antônio Carlos, Thiago Martins, Michel Bastos; Felipe Melo, Tchê Tchê, Lucas Lima; Willian, Borja, Dudu. T.: Roger Machado

Estádio: Metropolitano, em Barranquilla (COL)

Horário: 21h30 desta quinta-feira

Juiz: Enrique Caceres (PAR)

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Edhucca

Últimas de Esportes

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber