Facebook Img Logo
Mais lidas
Esportes

TJD pune Kanu com dez jogos por briga em Ba-Vi; Vitória só recebe multa

.

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O Tribunal de Justiça Desportiva do Futebol da Bahia (TJD-BA) julgou na noite desta terça-feira (27) os 15 denunciados do polêmico clássico entre Vitória e Bahia, realizado no domingo retrasado (18), pelo Campeonato Baiano. O primeiro a ter conhecimento de sua sentença foi o zagueiro Kanu, que recebeu dez jogos de suspensão por agressão -evitou punição pela acusação de ameaça. Já o técnico Vágner Mancini, acusado de orientar Bruno Bispo a forçar o segundo amarelo para provocar o fim do jogo, acabou absolvido.

Além do treinador, os zagueiros Ramon e Bruno Bispo, o atacante André Lima e o supervisor Mário Silva, todos envolvidos na polêmica que resultou no fim antecipado do jogo, também foram absolvidos.

Já o Vitória, julgado por encerrar a partida 'de forma intencional' e prejudicar terceiros, ficou livre de rebaixamento ou exclusão do Campeonato Baiano e terá de pagar multa de R$ 100 mil. "Não é factível que o Vitória tenha entregado o jogo para prejudicar o Bahia", justificou o presidente da sessão, Jaime Barreiros.

Rhayner, Denílson e Yago, do Vitória, e Edson e Rodrigo Becão, do Bahia, denunciados por agressão, foram punidos com oito jogos, enquanto Vinícius, que provocou a torcida rubro-negra comemorando seu gol com uma dança, levou dois jogos. Já o zagueiro tricolor Lucas Fonseca e o goleiro rubro-negro Fernando Miguel, julgados por ato hostil, foram absolvidos pelo tribunal.

LEITURA LABIAL

Em seu depoimento, Vágner Mancini voltou a negar que tenha orientado o zagueiro Bruno Bispo a forçar o segundo amarelo e, consequentemente, ser expulso de campo. Questionado pelo procurador-geral Ruy Barbosa sobre qual frase disse (a Ramon), o técnico rubro-negro afirmou que não saberia dizer, uma vez que fala muitas coisas aos atletas durante uma partida.

"Não há como tirar conclusões sobre o que o técnico disse, apenas suposições", alegou o presidente da sessão. Já o relator Maurício Saporito argumentou que ninguém é perito para afirmar o que foi dito pelo técnico à beira do gramado e alegou que a Procuradoria deveria ter solicitado perícia para o caso.

CONFIRA TODAS AS PENAS:

- Esporte Clube Vitória

Denúncia: Provocar suspensão do jogo causando prejuízo desportivo a terceiros

Pena: Pena de R$ 100 mil

- Vágner Mancini (técnico)

Denúncia: Ferir ética disciplinar/suspender jogo

Pena: Absolvido

- Mario Silva (supervisor)

Denúncia: Ferir ética disciplinar / suspender jogo

Pena: Absolvido

- Bruno Bispo

Denúncia: Ferir ética disciplinar / suspender jogo

Pena: Absolvido

- André Lima

Denúncia: Ferir ética disciplinar / suspender jogo

Pena: Absolvido

- Ramon

Denúncia: Ferir ética disciplinar / suspender jogo

Pena: Absolvido

- Fernando Miguel

Denúncia: Ato hostil

Pena: Absolvido

- Kanu

Denúncia: Agressão e ameaça

Pena: 10 jogos

- Yago

Denúncia: Agressão

Pena: 8 jogos

- Denílson

Denúncia: Agressão

Pena: 8 jogos

- Rhayner

Denúncia: Agressão

Pena: 8 jogos

- Lucas Fonseca

Denúncia: Ato hostil (empurrar com força excessiva pescoço)

Pena: Absolvido

- Vinicius

Denúncia: Comemorar com gestos obscenos

Pena: 2 jogos

- Edson

Denúncia: Agressão

Pena: 8 jogos

- Rodrigo Becão

Denúncia: Agressão

Pena: 8 jogos

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

mais notícias

Últimas de Esportes

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber