Mais lidas
Esportes

Botafogo é rejeitado por Cuca e evita pressa para definir novo treinador

.

BERNARDO GENTILE

RIO DE JANEIRO, RJ (UOL/FOLHAPRESS) - Após a eliminação vexatória para a Aparecidense, na Copa do Brasil, o Botafogo sondou Cuca para saber o interesse do treinador em assumir a equipe. O ex-botafoguense, no entanto, deixou claro para os dirigentes que não estava disposto a um retorno nesse momento. Mesmo assim, o Alvinegro anunciou a saída de Felipe Conceição do comando após a derrota para o Flamengo, nesse sábado (10), e, agora, procura um substituo.

A recusa de Cuca representa um golpe no Botafogo, que via no treinador a opção favorita para assumir o elenco. Além da parte técnica, o profissional é também muito bem visto entre os torcedores, o que cairia como uma luva para o clube nesse momento de adversidade.

Porém, a parte financeira não foi o único entrave. Cuca não parecia disposto a voltar ao Rio de Janeiro por medo da violência. Além disso, o treinador pediu a chegada de mais reforços e desanimou com a negativa da diretoria nesse sentido. Até existe a possibilidade de atletas chegarem, mas serão pontuais.

Sem o 'plano A', o Botafogo prefere adotar a cautela. Vários nomes estão sendo debatidos desde a derrota para a Aparecidense, mas ainda não há um consenso na cúpula que comando o futebol. Há uma certeza. O próximo treinador precisa ser bem estudado para minimizar a possibilidade de erro.

Alguns nomes agradam a diretoria, casos de Jorginho, que já treinou os rivais Vasco e Flamengo, e Fabiano Soares, ex-Atlético-PR. No entanto, ainda é muito cedo para dizer que um deles possa vir a ser o próximo treinador. O Botafogo só volta a campo no dia 22, quando visitará o Nova Iguaçu, na estreia da Taça Rio. Até lá, muita coisa vai rolar.




×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber