Facebook Img Logo
Mais lidas
Esportes

Atlético-MG proíbe acesso ao CT de repórter alvo de ira de Oswaldo

.

VICTOR MARTINS

BELO HORIZONTE, MG (UOL/FOLHAPRESS) - A péssima atuação do Atlético-MG no empate em 1 a 1 com o Atlético-AC ficou sem segundo plano no desembarque da delegação alvinegra no Aeroporto Internacional de Belo Horizonte. A reação do técnico Oswaldo de Oliveira após uma pergunta feita pelo repórter Léo Gomide conseguiu ser ainda pior do que o futebol apresentado pelo Galo, no jogo que valeu a classificação para a segunda fase da Copa do Brasil.

No retorno à capital mineira, o diretor de futebol do Atlético, Alexandre Gallo, fez um rápido pronunciamento sobre o ocorrido e confirmou que o jornalista está proibido de entrar na Cidade do Galo a partir desta quinta (8).

"São duas coisas bem distintas. Tivemos um jogo bem abaixo do que a gente esperava, isso é uma situação. A outra situação sem dúvida é o que aconteceu. Conversamos bastante durante a noite toda, tivemos algumas reuniões com o nosso presidente. É preciso entender um pouco o nosso lado. O Oswaldo é um cara que está há 40 anos no futebol e não tem esse costume, nunca aconteceu uma situação dessa, a chegar nesse ponto com alguém da imprensa. Estamos sempre prontos para responder as críticas são naturais, normais de acontecer", disse Alexandre Gallo, que completou.

"Houve uma reação de um fato importante, confirmada por colega de vocês aqui de Belo Horizonte e por outro lá do Acre também, que nos contou essa situação. O repórter da Rádio Super [Roberto Abras] entendeu que o Oswaldo foi xingado, tratado de uma maneira desrespeitosa. E isso atinge diretamente o Atlético. Ele é nosso representante, é o nosso comandante hoje. Diante disso, nosso presidente, num primeiro momento, deixa que ele fique fora da Cidade do Galo, a partir de hoje [quinta]. Até segunda ordem, para que a gente evite qualquer tipo de problema", informou o dirigente atleticano.

Procurado pela reportagem, Léo Gomide optou por não se manifestar neste momento. O jornalista informou que ainda não foi comunicado pelo Atlético sobre a proibição de acompanhar os treinos da equipe na Cidade do Galo.

Ainda nesta quinta-feira, o Sindicato dos Jornalistas de Minas Gerais e a AMCE (Associação Mineira de Cronistas Esportivos) devem soltar notas, se manifestando contra a censura estabelecida.

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Últimas de Esportes

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber