Mais lidas
Esportes

Clubes reprovam árbitro de vídeo no Campeonato Brasileiro

.

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O sistema de árbitro de vídeo não será implementado neste ano na Série A do Campeonato Brasileiro. Em reunião realizada nesta segunda-feira (5), 12 dos 20 clubes da elite nacional foram contrários a utilização da tecnologia no futebol.

Uma das razões alegadas foi o alto custo ---aproximadamente R$ 15 milhões. A CBF (Confederação Brasileira de Futebol) propôs que o valor fosse pago pelas equipes.

Os times que votaram contra a implementação do sistema foram América-MG, Atlético-MG, Atlético-PR Ceará, Corinthians, Cruzeiro, Fluminense, Paraná, Santos, Sport, Vasco e Vitória.

Por outro lado, Bahia, Botafogo, Chapecoense, Flamengo, Grêmio, Internacional e Palmeiras foram favoráveis. O São Paulo não participou da votação já que o seu representante deixou a reunião antes da decisão.

Assim, o Brasil é o único entre os seis países autorizados pela Fifa para ser pioneiro na implementação do árbitro de vídeo no futebol que não conseguiu ainda colocar em prática. Em junho de 2016, a entidade que controla o futebol mundial deu aval para as ligas da Austrália, Alemanha, Portugal, Holanda e Estados Unidos, além do Brasil.

No ano passado, Marco Polo Del Nero, então presidente da CBF, ordenou que a tecnologia fosse implementada imediatamente após um gol de mão marcado pelo atacante Jô na vitória do Corinthians sobre o Vasco por 1 a 0, pelo Campeonato Brasileiro.

A entidade chegou até a convocar 64 árbitros para treinamentos com a tecnologia em Águas de Lindoia (SP).

A reportagem apurou que os problemas técnicos citados foram a dificuldade para a aquisição de um equipamento que possibilitasse o replay imediato, tanto para a transmissão de TV quanto para a central do árbitro de vídeo. O aparelho não existe no país.

A entidade também temia não conseguir implantar o sistema com a mesma eficiência nos dez jogos da Série A.

Desta vez, a CBF dizia estar estar preparada para operacionalizar o sistema.

Tanto é que o árbitro de vídeo será utilizado na Copa do Brasil, mas a entidade ainda não confirmou a partir de que fase.

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber