Facebook Img Logo
Mais lidas
Esportes

Clubes reprovam uso de árbitro de vídeo no Brasileirão

.

PEDRO IVO ALMEIDA E RODRIGO MATTOS

RIO DE JANEIRO, RJ (UOL/FOLHAPRESS) - O Campeonato Brasileiro de 2018 não contará com a tecnologia do árbitro de vídeo.

Em reunião do conselho arbitral ocorrida na tarde desta segunda-feira (5), no Rio de Janeiro, os clubes da elite do futebol nacional reprovaram o uso do sistema na competição mais importante do calendário no país. Somente na Copa do Brasil, o VAR estará disponível —e bancado pela CBF.

Dos 20 participantes da Série A, 12 votaram contra a utilização do árbitro de vídeo no Campeonato Brasileiro. Sete clubes se mostraram favoráveis à tecnologia, enquanto o São Paulo não votou. O representante do time tricolor deixou a reunião antes da votação.

Segundo Sergio Correa, responsável por liderar os estudos sobre o sistema na CBF, os times contrários ao uso do VAR apresentaram diversos argumentos. A tecnologia entraria em ação somente depois da Copa do Mundo, no segundo semestre.

"Não foi exatamente a questão do custo. Teve clube que argumentou com a questão técnica, outro falou de testes, alguns de custos. Uma pena. Mas vamos seguir trabalhando para ter", afirmou Sergio Correa.

Já Manoel Serapiao, coordenador do sistema de VAR na CBF, acredita que a questão do calendário fez a diferença para a tecnologia ser vetada pelos participantes do Brasileirão neste ano. "Alguns clubes entenderam que colocar o árbitro de vídeo no meio do campeonato causaria uma desequilibro."

De acordo com o estudo da entidade, o custo da instalação do VAR ficaria entre R$ 40 mil e R$ 50 mil por jogo. O valor financeiro, segundo Manoel Serapiao, atrapalhou as negociações para usar o sistema neste ano.

"O custo foi um embaraço. A grande maioria é a favor, mas queria ver o impacto da Copa do Mundo. A CBF não ganha nada com o Brasileiro. Com a Copa do Brasil, ela tem recurso", explicou o coordenador.

Esta questão do "embaraço" exaltada por Serapiao acabou reiterada por alguns clubes. O presidente do Vasco, Alexandre Campello, confirmou que o lado financeiro pesou para o veto à tecnologia neste ano.

"Decidimos esperar por dois pontos especiais: custo de R$ 40 a R$ 50 mil por jogo, sendo R$ 500 mil apenas para o returno. Além de não ter um estudo específico que comprove a eficácia", relatou o dirigente vascaíno.

Sobre o uso da tecnologia na Copa do Brasil, ainda não está definida a etapa em que o VAR será utilizado. A única certeza dentro da CBF é de que o árbitro de vídeo vai entrar em uma fase mais próxima da decisão do torneio mata-mata.

MUDANÇAS

O conselho arbitral ainda aprovou duas mudanças importantes no regulamento do Brasileiro de 2018. O uso de grama sintética, como da Arena da Baixada —estádio do Atlético-PR—, está liberado, assim como a venda de mando de jogos para fora do estado de origem do clube que negociar a partida, com exceção de confrontos agendados para as últimas cinco rodadas da competição.

As duas aprovações contradizem o pré-estabelecido para as regras da competição. O Atlético-PR, único clube que tem um estádio com grama sintética na Série A, seria proibido de atuar em sua arena caso o terreno fosse mantido. A nova decisão, entretanto, reverte a decisão anterior e favorece o time da capital paranaense, que segue normalmente com a sua casa.

Já em relação à venda de mando de campo, os clubes optaram por retornar, em parte, ao regulamento antigo. O veto de poder mandar jogos apenas em seu estado acabou derrubado, mas com um porém: os clubes são liberados a negociarem apenas cinco mandos durante todo o campeonato; todos eles antes das cinco rodadas finais da competição.

CALENDÁRIO

A CBF ainda divulgou a tabela provisória das 38 rodadas do Brasileiro de 2018. O torneio começará com jogos nos dias 15 e 16 de abril.

Na primeira rodada, o atual campeão Corinthians joga em casa contra o Fluminense. O Cruzeiro recebe o Grêmio, enquanto o Palmeiras visita o Botafogo. Os jogos de todas as rodadas ainda não têm dia e horários definidos.

A segunda rodada terá jogos entre os dias 21 (sábado) e 23 (segunda-feira) de abril. A terceira rodada acontece entre 28 (sábado) e 30 (segunda) de abril, enquanto a quarta acontece entre os dias 5 (sábado) e 7 (segunda-feira) de maio. O torneio termina em 2 de dezembro.

Os primeiros clássicos do Brasileirão acontecem na quinta rodada, entre 12 e 14 de maio. Segundo a programação, o Botafogo recebe o Fluminense, o Corinthians hospeda o Palmeiras, e o Internacional visita o Grêmio.




O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

mais notícias

Últimas de Esportes

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber