Facebook Img Logo
  1. Banner
Mais lidas
Esportes

Grêmio pode virar lanterna e tem matemática difícil no Gauchão

.

JEREMIAS WERNEK

PORTO ALEGRE, RS (UOL/FOLHAPRESS) - O Grêmio faz as contas para projetar seu futuro no Campeonato Gaúcho. Com um mísero ponto depois de cinco jogos, o clube pode virar último colocado com o complemento da rodada e entra em uma corrida maluca. Com mais seis partidas para disputar, o time de Renato Gaúcho vai precisar de no mínimo três vitórias. O grande problema é que os duelos serão permeados pela Recopa Sul-Americana e Libertadores.

A lanterna na fase de classificação pode vir na segunda-feira, dia em que o Novo Hamburgo recebe o São Paulo-RS. Se pontuar, o 'Noia' ultrapassa o Grêmio, que jogou quatro rodadas do estadual com o chamado time de transição enquanto o grupo principal fazia pré-temporada.

Com apenas 6% de aproveitamento, o clube tem seu pior início de Gauchão da história e a conta fica apertada para o restante da competição. Para fugir do rebaixamento é preciso chegar a 10 pontos. Ou seja, o Grêmio terá de vencer três vezes na reta final da primeira fase.

"Vejo preocupação e ela é natural. Pressão não. Estávamos jogando duas situações, a recuperação e apronto para o jogo com o Independiente. A recuperação virá. A preparação é mais importante, temos uma final de Supercopa e isso é o mais importante, mais premente. O Gauchão ficou um pouco mais distante pelo calendário mais curto e derrotas. Mas temos condições de passar. Preocupação há, pressão não", disse Romildo Bolzan Jr., presidente do Grêmio, ao comentar a situação do clube no estadual.

Para avançar as etapas eliminatórias a projeção indica que sejam necessários 13 pontos. Aí a exigência passa a ser de quatro vitórias nas últimas seis partidas.

"Nós temos que ganhar, temos que vencer. Não adianta pensar no quarto jogo, no quinto jogo. Temos um jogo na quarta e temos que pontuar. O Grêmio vai classificar e não importa como vai ser. O que importa é classificar", disse Renato Gaúcho.

O Grêmio ainda encara Brasil de Pelotas, Veranópolis, Novo Hamburgo, Juventude, São Paulo-RS e Internacional. Com três jogos em casa e outros três fora. O que complica o calendário é a sobreposição de competições. A Recopa Sul-Americana, contra o Independiente-ARG, será jogada nos dias 14 e 21 de fevereiro. A estreia na Libertadores, diante do Defensor-URU, ocorrerá em 27 de fevereiro.

Confira o calendário do Grêmio

07/02 - Brasil de Pelotas (Arena do Grêmio)

14/02 - Independiente (Avellaneda)

17/02- Veranópolis (Antônio David Farina)

21/02 - Independiente (Arena do Grêmio)

25/02 – Novo Hamburgo (Arena do Grêmio)

27/02 – Denfesor-URU (Luis Franzini)

04/03 – Juventude (Alfredo Jaconi)

07/03 – São Paulo-RS (Arena do Grêmio)

11/03 – Internacional (Beira-Rio)

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Edhucca

Últimas de Esportes

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber