Mais lidas
Esportes

Com Ronaldo apagado, Real leva gol no fim e volta a tropeçar no Espanhol

.

SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) - Um dia depois de o técnico Zinedine Zidane dizer que ainda sonha com o título do Campeonato Espanhol, o Real Madrid teve um resultado que contraria totalmente a expectativa. Fora de casa, a equipe merengue empatou por 2 a 2 com o "desesperado" Levante, neste sábado (3).

O resultado deixa o Real Madrid com 39 pontos, a 18 de distância do líder Barcelona, que ainda joga na rodada. Já o Levante, que não vence há dez rodadas, soma 20, três acima da zona do rebaixamento.

Ramos e Isco marcaram para os visitantes, que contaram com atuação apagada de Cristiano Ronaldo, enquanto Boateng e Pazzini, ex-Inter e Milan, fizeram para os anfitriões.

O Real volta a campo no próximo sábado, quando recebe a Real Sociedad no Santiago Bernabéu. Será o último jogo antes do aguardado duelo contra o Paris Saint-Germain, pelas oitavas de final da Champions League. Já o Levante faz no próximo domingo o clássico de Valência contra o Valencia, no Estádio Mestalla.

Depois de marcar quatro gols nos dois últimos jogos, Cristiano Ronaldo teve uma atuação abaixo do esperado neste sábado. O atacante criou apenas duas chances de perigo, uma em cobrança de falta e outra em chute de fora da área defendido pelo goleiro.

Substituído a dez minutos do fim, o camisa 7, que soma agora 14 gols em 14 jogos contra o Levante, ainda chamou atenção ao mandar o câmera filmar o banco ao invés dele sentado no banco.

Desfalque nas últimas quatro rodadas do Espanhol por lesão, Sergio Ramos voltou à equipe titular e precisou de 11 minutos para marcar seu primeiro gol nesta edição de La Liga.

Depois de escanteio de Modric, o zagueiro espanhol subiu mais alto que a defesa e cabeceou. O desvio nem foi tão forte, mas Benzema apareceu no caminho e atrapalhou o goleiro Oier, que não conseguiu fazer a defesa.

O gol deu tranquilidade ao Real, que já dominava as ações desde o primeiro minuto de partida e desperdiçou outras chances -a posse de bola da equipe ultrapassou os 70% na maior parte da etapa inicial.

Mas o Real acabou castigado aos 42 minutos, num raro lance de ataque dos donos da casa. Morales aproveitou vacilo da defesa e partiu em velocidade, chutando na saída de Navas. O goleiro costarriquenho fez bela defesa, mas Boateng ficou com o rebote e estufou as redes.

O gol de empate parece ter encorajado o Levante, que, mesmo sem vencer há nove jogos, tomou mais iniciativa na volta para o segundo tempo. A mudança de postura tornou os primeiros 20 minutos alucinantes.

As duas equipes praticamente se revezavam no ataque. De um lado, Morales, jogador mais perigoso dos anfitriões, criava perigo e infernizava a defesa dos merengues, mas os atacantes ou erraram o alvo ou pararam em Navas. Do outro, Bale e Cristiano Ronaldo também fizeram o goleiro Oier trabalhar.

O Real passou a pressionar mais a partir da segunda metade da etapa final. Isco e Ramos pararam em grandes defesas de Oier e Benzema quase fez um golaço em jogada individual, mas chutou para fora. O Real, porém, chegaria ao gol da vitória aos 35. Carvajal cruzou da direita, Benzema ajeitou e Isco bateu forte para vencer o goleiro.

Um valente Levante não desistiu e encontrou forças para buscar a igualdade. Pouco depois de Martí desperdiçar chance incrível em cabeçada na pequena área, o experiente italiano Pazzini, que havia entrado pouco antes, chutou forte da direita e empatou, para delírio da torcida da casa.

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber