Facebook Img Logo
Mais lidas
Esportes

Citadini vê Corinthians como foco de resistência ao poder da CBF

.

ALEX SABINO E DIEGO GARCIA

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Quando o impeachment de Roberto de Andrade naufragou, Antonio Roque Citadini já falava em ser presidente. "Sou candidato", disse ao sair da reunião do conselho deliberativo, em fevereiro do ano passado.

Conselheiro do TCE (Tribunal de Contas do Estado), ele quer que o Corinthians seja um foco de resistência ao poder da CBF.

"[Na eleição para presidente da CBF] o Corinthians tem uma força menor do que a Federação do Acre. Tem sentido? Você acha que o Corinthians representa menos para o futebol do que o Acre? O clube deveria ter uma posição sobre isso", reclama. É liderança que ele pretende ocupar, caso seja eleito. Acha natural que isso aconteça pela certeza de que seu clube é maior que os rivais. "Se estivermos à frente de um movimento, os outros vão seguir", afirma.

Sem posições radicais a respeito do Itaquerão, quer que aconteça uma arbitragem para determinar se o contrato com a Odebrecht foi cumprido e o valor da dívida. Nem tem grandes preocupações a respeito de conquistar títulos.

"A obrigação do Corinthians é disputar e ganhar. E vai continuar ganhando."

Ex-vice de futebol e ex-presidente do clube na época de Alberto Dualib, Citadini marcou sua passagem como dirigente pelas declarações polêmicas que hoje, com as redes sociais, causariam ainda maior controvérsia. Quando afirmou, por exemplo, que Gil era melhor do que Robinho.

Promete que, como presidente, continuará o mesmo. "Eu não mudo muito. Até porque não ofendo ninguém. Digo o que penso."

Impugnado pela comissão eleitoral por causa do cargo no TCE (tem liminar para seguir no pleito), sinaliza a intenção de se aposentar caso seja eleito. Se não fizer isso, será alvo de ações na Justiça para tirá-lo da presidência.




O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

mais notícias

Últimas de Esportes

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber