Facebook Img Logo
Mais lidas
Esportes

Fluminense quita salários atrasados após ser pressionado por Autuori

.

LEO BURLÁ

RIO DE JANEIRO, RJ (UOL/FOLHAPRESS) - Um problema a menos para o Fluminense. Nesta quarta-feira (31), o clube quitou as dívidas com o elenco e ganhou um pouco mais de paz.

Mais do que resolver uma pendência incômoda, a direção não quebrou seu compromisso com o diretor esportivo Paulo Autuori. Aos jogadores, o dirigente disse que se demitiria caso as dívidas não fossem zeradas até o dia 31.

A demora no pagamento dos salários foi agravada pela dificuldade em receber parte do dinheiro referente à venda de Wendel para o Sporting (POR). Uma fatia está bloqueada por conta da transação que levou Wellington Nem ao Shaktar (UCR), algo que não estava previsto no roteiro dos tricolores.

O clube ainda cobra o Sport pela ida de Diego Souza ao Sport. O Fluminense alega ter 50% do valor auferido pela negociação, o que renderia R% 5 milhões aos cofres das Laranjeiras.

Os pernambucanos, por sua vez, dizem que o uma carta assinada por Marcelo Teixeira, diretor da base, autoriza o negócio e estipula em R$ 1 milhão o valor a ser recebido pelos cariocas.

Além do elenco, os cerca de 500 funcionários tricolores também tiveram suas situações regularizadas.

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Últimas de Esportes

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber