Facebook Img Logo
  1. Edhucca Banner
Mais lidas
Esportes

Corinthians repete 2017 e mantém domínio sobre rival São Paulo

.

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - No primeiro clássico do futebol paulista em 2018, o Corinthians fez 2 a 1 sobre o São Paulo neste sábado (27), no Pacaembu, e ampliou o domínio recente em relação ao rival.

Agora, são seis jogos seguidos em competições oficiais sem saber o que é uma derrota. Em 2017, ano em que ganhou o Estadual e o Brasileiro, o Corinthians teve duas vitórias e três empates. Houve ainda igualdade na Florida Cup, com o clube tricolor triunfando nos pênaltis.

Jadson e Balbuena anotaram os gols corintianos, enquanto Brenner descontou.

O triunfo fez o Corinthians superar também o rival nas partidas disputadas no Pacaembu. São agora 51 vitórias, 50 derrotas e 35 empates.

Assim como aconteceu no ano passado, o time alvinegro foi preciso nas chances criadas no primeiro tempo e também contou com a inoperância do setor ofensivo são-paulino para obter a sua terceira vitória seguida no Paulista -já havia batido São Caetano e Ferroviária- e chegar aos nove pontos.

O São Paulo conheceu a sua segunda derrota em quatro partidas e estacionou nos quatro pontos.

Jogador mais destacado do Corinthians no início da temporada, Jadson deixou a sua marca pela terceira vez no torneio logo no primeiro minuto de jogo, após passe por cobertura de Rodriguinho.

Aos 32 minutos, o meia-atacante Clayson cobrou escanteio na medida para o zagueiro paraguaio Balbuena subir sozinho no meio da zaga e fazer o segundo gol.

Um pouco antes, aos 25, Brenner havia deixado tudo igual ao aparecer na frente de Cássio para completar um cruzamento de Militão que cruzou toda a área.

Principal novidade no clássico em relação a 2017, Diego Souza nada conseguiu fazer em meio à zaga corintiana. Isso porque a bola pouco chegou ao longo dos 90 minutos. O atacante não tinha um parceiro com quem trabalhar.

O Corinthians neste início de 2018 sente a falta de Jô, que foi para o Japão.

O artilheiro do último Brasileiro fez três gols nos duelos com o São Paulo em 2017. Todos foram nos clássico pelo Campeonato Paulista.

Já seu substituto Kazim completou o quarto jogo do Estadual em branco e mostrou enorme dificuldade para incomodar os rivais. Em alguns lances se enrolou sozinho com a bola. Na chance mais clara que teve, dominou no braço antes de chutar e teve gol bem anulado.

No segundo tempo, quando Fábio Carille resolveu trocá-lo por Júnior Dutra, a torcida aplaudiu a mudança. Destaque na sua estreia contra o São Caetano, o substituto não repetiu a atuação nos 30 minutos que jogou no clássico.

A questão física teve impacto no clássico. Se nos primeiros 45 minutos os times fizeram um jogo bem movimentado, no segundo o ritmo caiu bastante e os dois goleiros praticamente não tiveram trabalho. Foram poucas as finalizações certas em jogo concentrado no meio de campo e com equilíbrio.

"Gostei muito do primeiro tempo do Rodriguinho e do Jadson, um procurando o outro, foi até bonito em alguns lances. Conseguimos levar vantagem no meio-campo. Certeza que [a equipe] vai melhorar", afirmou Carille.

No lado do São Paulo, o discurso unânime foi de lamentar a falha no segundo gol, quando Balbuena não teve marcação.

O zagueiro, aliás, segue sendo importante na bola parada como foi durante todo o ano passado. Na quarta-feira (24) também havia deixado sua marca contra a Ferroviária, no triunfo por 2 a 1.

"Jogamos de igual para igual com o campeão paulista de 2017, não temos que lamentar nada, pelo contrário. Seguir trabalhando, corrigir algumas coisas. Clássico é decidido em detalhes, e em uma bola parada eles decidiram o jogo. Precisamos corrigir porque quarta-feira (31) temos um jogo decisivo", afirmou o zagueiro são-paulino Rodrigo Caio.

A partida decisiva a que ele se refere é contra o Madureira-RJ, em Londrina, no Paraná, pela primeira fase da Copa do Brasil.

O Corinthians terá uma semana cheia de treinos até o seu próximo compromisso, no domingo (4), contra o Novorizontino. Será a primeira partida da equipe fora da cidade de São Paulo.

"Temos jogo-treino contra o Nacional, vamos colocar o Emerson e o Danilo. É uma semana para colocar minhas ideias", afirmou o técnico, que lamentou a condição física dos jogadores do time.

CORINTHIANS

Cássio; Fagner, Balbuena, Pedro Henrique e Juninho Capixaba (Romão); Gabriel, Jadson, Rodriguinho (Maycon), Romero e Clayson; Kazim (Júnior Dutra)

T.: Fábio Carille

SÃO PAULO

Sidão; Militão, Rodrigo Caio, Anderson Martins e Edimar; Jucilei, Petros e Shaylon (Paulo Bóia); Marcos Guilherme, Diego Souza e Brenner (Caíque)

T.: Dorival Júnior Árbitro: Marcelo Aparecido Ribeiro de Souza

Assistentes: Daniel Paulo Ziolli e Luiz Alberto Andrini Nogueira

Público/Renda: 31.972 pagantes/R$ 1.278.027,50

Cartões amarelos: Gabriel, Romero, Júnior Dutra, Jadson (Corinthians); Jucilei, Diego Souza, Petros (São Paulo)

Gols: Jadson, do Corinthians, a 1 minuto do primeiro tempo, Brenner, do São Paulo, aos 25 minutos do primeiro tempo, e Balbuena, do Corinthians, aos 32 minutos do primeiro tempo.

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Edhucca

Últimas de Esportes

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber