Facebook Img Logo
  1. Banner
Mais lidas
Esportes

Jair pede calma com escalações de Gabigol e Rodrygo, mas acena com mudanças

.

SANTOS, SP (UOL/FOLHAPRESS) - Após a vitória do Santos diante da Ponte Preta por 2 a 1, de virada, no estádio Móises Lucarelli, pela terceira rodada do Campeonato Paulista, o técnico Jair Ventura foi questionado se a equipe terá um novo ataque. Nesta quinta-feira (25), o torcedor santista recebeu a confirmação da contratação de Gabigol e ainda viu o jovem Rodrygo, de 17 anos, ser o herói do time ao marcar o gol da vitória em Campinas.

Jair Ventura pediu calma com as escalações de Gabigol e Rodrygo. No caso do camisa 10, ele prefere esperar uma posição do departamento de fisiologia do clube para bancar a estreia do jogo no clássico contra o Palmeiras, daqui a duas rodadas.

"Muito cedo [falar de estreia]. Ele [Gabigol] tem que passar pelo departamento de fisiologia. Vamos fazer uma análise das reais condições físicas dele. Mas se eu perguntar ele vai falar que está bem, quer jogar. Vamos com calma, não podemos perde jogador por lesão. Mas a vontade dele de estrear é a mesma nossa de vê-lo em campo", disse Jair Ventura.

No caso de Rodrygo, ele elogiou bastante a revelação santista, mas fez questão de lembrar que, talvez, o atacante não teria a mesma força para fazer o gol no final da partida, se tivesse atuado como titular.

"Temos que ter calma, ele [Rodrygo] tem 17 anos, é hora de sabe lançar também. De repente alguém já o quer de titular. Mas será que se jogasse 80 minutos, ele teria força para finalizar no final. Todos são importantes e nosso banco mudou o jogo: gol do Sasha e do Rodrygo", afirmou Jair.

Apesar da cautela com o novo ataque, Jair Ventura admitiu que pode fazer mudanças no time para o duelo contra o Ituano, neste domingo, às 19h30 (de Brasília), no Pacaembu.

"Você tem que saber o momento que o jogo está pedindo cada jogador. Pode ser [mudanças]. O Renato não jogou, o Romário não jogou. Pode se que façamos revezamento. Precisamos de entrosamento, mas a Libertadores bate na porta. Eu tenho que conhecer o grupo e você conhece nos jogos. O treino não é igual, tivemos a estreia comigo de titular do Matheus Jesus e do Caju. Podemos pensar em mudanças em todas as partes do time", concluiu.

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Edhucca

Últimas de Esportes

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber