Facebook Img Logo
Mais lidas
Esportes

Jair usa eleição ao explicar derrota e espera 'reforços secretos' no Santos

.

SAMIR CARVALHO

SANTOS, SP (UOL/FOLHAPRESS) - O técnico Jair Ventura voltou a falar sobre o fato de a eleição atrapalhar o planejamento do Santos para esta temporada. Não foi a primeira vez que o treinador reclamou da eleição em dezembro. Desta vez, Jair utilizou a troca de presidente santista (saiu Modesto Roma e entrou José Carlos Peres) para amenizar a insatisfação do torcedor com a derrota para o Bragantino por 1 a 0, nesta segunda-feira (22), em plena Vila Belmiro.

"A insatisfação do torcedor é a nossa. Com o resultado, principalmente. Temos que repensar a eleição depois do campeonato. É ruim, mas tudo que falarmos vai parecer desculpa. E hoje não tem desculpa. Trabalhamos bastante, é falar para o torcedor que temos que minimizar essas situações e a gente só tende a crescer. Vamos com calma. Tem muita coisa boa para acontecer", afirmou Jair Ventura.

Jair espera reforços da cúpula alvinegra para a sequência da temporada. O treinador revelou que a diretoria realiza negociações em segredo para evitar concorrência no mercado do futebol.

"O nosso departamento de futebol está trabalhando nas contratações pontuais. Tem que ser em segredo porque atrapalha. Todos sabem do que a gente precisa e tenho total confiança no departamento de futebol. Temos que olhar para os meninos também, que entraram bem", disse.

Gabigol é o mais cotado a reforçar o time nas próximas rodadas. O atacante já acertou seu empréstimo até o fim desta temporada, mas aguarda a chegada de documentos da Itália e Portugal para assinar o vínculo com o clube paulista. Gabriel pertence a Inter de Milão, na Itália, mas estava emprestado ao Benfica, de Portugal.

A diretoria santista pretendia apresentar Gabigol oficialmente para a torcida no intervalo do jogo contra o Bragantino, mas houve atraso na documentação.

O novo comandante santista também está preocupado com lesões. Além de não contar com Bruno Henrique e Lucas Veríssimo, lesionados, o treinador viu Romário, com cãibras, e Renato, com dores, deixaram o campo no segundo tempo.

"Se perde o Bruno [Henrique] com oito minutos [contra o Linense] e mesmo assim se consegue vencer. Perdemos o Lucas também [contra o Linense], o Romário saiu com cãibra, o Renato sentiu pancada [diante do Bragantino]. É início de temporada. Queremos essa equipe mais intensa. Já vimos evolução física da equipe hoje. A vida do treinador é feita de resultado, não dá para analisar só a performance", explicou.

Mesmo com a derrota, o Santos se mantém na liderança do Grupo D, com três pontos ganhos, um a mais que o Red Bull, o segundo colocado.

Após perder para o Bragantino, o Santos volta a campo na próxima quinta-feira (25), quando encara a Ponte Preta, às 19h30 (de Brasília), no estádio Moisés Lucarelli, em Campinas, pela terceira rodada da competição.

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

mais notícias

Últimas de Esportes

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber