Facebook Img Logo
  1. Banner
Mais lidas
Esportes

Patriots e Brady encaram quarterback chamado de 'lixo' por Super Bowl

.

RODRIGO TRINDADE

SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) - O New England Patriots, time do quarterback Tom Brady, receberá neste domingo (21), no Gilette Stadium, o Jacksonville Jaguars. O duelo é a final da Conferência Americana (AFC) da NFL, cujo vencedor disputará a grande decisão da liga: o Super Bowl.

Considerado o maior da história em sua posição, graças aos cinco títulos conquistados, Brady é dúvida para a partida, pois se recupera de um suposto corte no dedão que o afastou dos treinos da última semana. O astro dos Patriots pode ter que torcer para que sua defesa contenha o quarterback Blake Bortles, jogador que foi motivo de piadas ao longo da temporada.

Em seu quarto ano na NFL, Bortles entrou na liga com mais pedigree do que Brady, profissional desde 2000. Ao contrário do jogador dos Patriots, que apesar da carreira condecorada foi apenas a 199ª escolha de seu draft (sexta rodada, em 2000), Bortles era visto desde o princípio como um candidato a brilhar, sendo selecionado pelos Jaguars com a terceira escolha de seu draft (primeira rodada, em 2014).

Apesar de todo potencial -boa estatura, força no braço e agilidade nas pernas-, Bortles pouco evoluiu com a experiência de anos na liga. Em suas três primeiras temporadas, o quarterback ficou longe dos playoffs. Na quarta, finalmente alcançou-os, mas justamente quando a bola foi tirada de suas mãos.

Sob comando de Doug Marrone, que assumiu o time em 2017, Bortles teve dificuldades para ganhar o respeito do técnico, que colocou sua titularidade em cheque durante a pré-temporada e tardou a anunciá-lo como titular, deixando a decisão para o final de agosto.

O quarterback iniciou todos os jogos dos Jaguars em 2017, porém teve um peso menor para carregar nas costas, já que lançou mais de 100 passes a menos do que no ano anterior. A carga menor de trabalho tem dois motivos: a excelente defesa do time, que despontou como a segunda melhor da NFL (em jardas totais), e a parceria com o running back Leonard Fournette, um dos melhores novatos do ano.

Mesmo relegado a passes curtos e jogadas conservadoras, ele devolveu a posse de bola aos adversários em 16 ocasiões, somando 13 interceptações e 3 fumbles (jogadas em que a bola foi solta sem que um passe fosse dado) perdidos.

Os números não foram baixos, mas ainda assim menores que em anos anteriores, o que contribuiu para que os Jaguars se tornassem campeões de sua divisão, a AFC Sul, pela primeira vez na história -a franquia tinha dois títulos de divisão, porém quando fazia parte da AFC Central (1998 e 1999).

BORTLES

As 10 vitórias conquistadas por Bortles e seus colegas não tornaram o quarterback um atleta respeitado por seus concorrentes. Na antepenúltima rodada da temporada regular, após um massacre sobre o Houston Texans (45 a 7), o defensor Jadeveon Clowney foi questionado se Bortles deu sinais de evolução no ano, afinal acabava de concluir uma partida com 3 passes para touchdown e 326 jardas aéreas.

A resposta? “Ele é um lixo”, afirmou Clowney, uma das estrelas dos Texans.

Duas semanas depois, foi a vez de Jurrell Casey, este um dos destaques da defesa do Tennessee Titans, outro rival de divisão dos Jaguars. As equipes se enfrentaram na 17ª e última semana da temporada regular, com vitória dos Titans por 15 a 10.

Desta vez, Bortles foi pífio. Acertou apenas 15 de 34 passes tentados, sofrendo duas interceptações e anotando apenas 158 jardas. A derrota permitiu que os Titans avançassem aos playoffs, embora não como campeões da AFC Sul. Ainda assim, o resultado deu abertura para que Bortles voltasse a ser alvo de chacota de rivais. “Enquanto Bortles estiver ali, se a bola do jogo estiver em suas mãos, ele vai falhar”, cutucou Casey.

Eis que o quarterback estreou nos playoffs, em uma tarde para se esquecer apesar da vitória magra sobre o Buffalo Bills, derrotado por míseros 10 a 3. Bortles sofreu dois fumbles (ambos recuperados pelos Jaguards) e somou 175 jardas (88 correndo e 87 passando a bola). Com um passe para touchdown no terceiro quarto, ele assegurou o resultado positivo -não falou, como previa Casey. “Isso (críticas) provavelmente nunca vai parar. Tem pessoas que pensam que LeBron James é ruim, então se isso acontece, tenho certeza que vão haver muitas pessoas que sempre vão pensar que eu sou ruim”, desabafou Bortles três dias após a vitória sobre os Bills, que colocou os Jaguars na semifinal de conferência contra o poderoso Pittsburgh Steelers.

Azarão nas casas de aposta, o Jacksonville Jaguars foi contra o esperado e venceu com autoridade o duelo, contando com uma atuação respeitável de todo o time. A defesa se impôs, o running back Leonard Fournette brilhou e Bortles fez a sua parte, lançando para 214 jardas, correndo para mais 35 e acertando um passe para touchdown na vitória por 45 a 42.

O resultado colocou os Jaguars de volta na final de conferência após 18 anos. Com um time repleto de estreantes para um duelo deste calibre, a franquia da Flórida chega novamente como zebra, diante do poderoso New England Patriots, vindo de sete finais de conferência consecutivas.

SUPER BOWL PODE TER TIME DA CASA PELA PRIMEIRA VEZ

Enquanto Patriots e Jaguars duelam pela primeira vaga no Super Bowl, a final da Conferência Nacional (NFC) pode terminar com um acontecimento inédito na história da NFL. Minnesota Vikings e Philadelphia Eagles se enfrentarão na Filadélfia pelo segundo posto na decisão da liga, que será realizada no US Bank Stadium, em Minneapolis.

A arena inaugurada em 2016 é a casa dos Vikings, que podem ser o primeiro time a disputar o Super Bowl em sua cidade. Houve casos em que um dos times na final da NFL estava próximos de casa, como o Los Angeles Rams em 1980 e o San Francisco 49ers em 1985, quando o Super Bowl foi realizado em Pasadena e Stanford, respectivamente, cidades vizinhas a Los Angeles e São Francisco.

No duelo de domingo, os Vikings estarão fora de casa, mas mais completos do que os Eagles, que chegaram à final de conferência apesar da lesão de seu quarterback titular. O reserva Nick Foles deu conta do recado contra o Atlanta Falcons e tentará repetir o bom desempenho contra a melhor defesa da NFL (em jardas totais) .

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Edhucca

Últimas de Esportes

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber