Facebook Img Logo
Mais lidas
Esportes

Maior clube de atletismo do país, B3 encerra as atividades após 16 anos

.

FÁBIO ALEIXO

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Maior clube de atletismo do país e maior vencedor do Troféu Brasil, com 14 títulos, a B3 Atletismo (antiga BM&F) encerrou as suas atividades nesta segunda-feira (15) após 16 anos de existência e 30 de apoio à modalidade.

A agremiação, que conta com 57 atletas e 13 treinadores, manterá o patrocínio até o fim do ano, com aporte financeiro. Entretanto, o clube não participará de mais nenhuma competição.

"Com o objetivo de alinhar a estratégia de investimento social privado da B3 à evolução de sua cultura corporativa, a B3 Social (OSCIP - Organização da Sociedade Civil de Interesse Público) passa a atuar a partir de 2018 direcionando seus recursos para atividades vinculadas a Educação e Formação de jovens para o trabalho. Educação é um eixo estratégico para a B3 e um tema que permeia o negócio. É parte do compromisso com o avanço dos mercados e, consequentemente, do país", informou por meio de nota.

"Com esta definição estratégica, tem início agora um processo de transição da B3 Atletismo. Em respeito a uma história de 30 anos no esporte, e a fim de conduzir essa transição com o menor impacto possível, a B3 Social continuará apoiando o atletismo com aportes financeiros ao longo de todo o ano de 2018 e está em tratativas para a doação de todo seu acervo esportivo a outras instituições tradicionais do atletismo. A B3 reconhece e agradece a grande contribuição de toda a equipe, gestores, parceiros, patrocinadores e a imprensa esportiva em todos esses anos", completou.

Segundo a reportagem apurou, os atletas poderão migrar para a Orcampi, equipe de Campinas, que sempre foi considerado um clube-irmão da B3.

Sem clube, os atletas não podem participar de nenhuma competição oficial no Brasil.

A B3 Atletismo conta com um grande Centro de Treinamento em São Caetano do Sul, na região metropolitana de São Paulo, e o futuro dele ainda é incerto.

Procurada, a Prefeitura de São Caetano, que cede o terreno, informou que só deverá ter uma posição oficial nesta terça-feira (16).

Fundado em 1988, o clube foi o mais importante do atletismo brasileiro ao longo dos últimos ciclos olímpicos e por ele já passaram grandes nomes do atletismo brasileiro como Fabiana Murer, Marílson Gomes dos Santos, Vanderlei Cordeiro de Lima, Thiago Braz, Maurren Maggi, Jadel Gregório, entre outros.

Na última Olimpíada, no Rio de Janeiro, a B3 Atletismo contou com 20 atletas na delegação brasileira.

Nos Jogos, atletas do clube alcançaram resultados históricos, como o quinto lugar de Darlan Romani no arremesso do peso (com 21,02 m, recorde brasileiro), o 10º lugar de Luiz Alberto de Araújo no decatlo e o 12º lugar de Wagner Domingos no lançamento do martelo.

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

mais notícias

Últimas de Esportes

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber