Facebook Img Logo
Mais lidas
Esportes

Abad sobe tom por Dourado, mas sabe que Corinthians deve ser o destino

.

LEO BURLÀ

RIO DE JANEIRO, RJ (UOL/FOLHAPRESS) - Em meio ao processo de reformulação do Fluminense, o presidente Pedro Abad mede as palavras para não azedar o relacionamento com a torcida tricolor e tenta estancar a ideia de que um desmanche está em curso nas Laranjeiras.

Ao subir o tom e dizer que não pretende negociar Henrique Dourado, o dirigente passa a batata quente para o Ceifador, mas sabe muito bem [e admite internamente] que apenas seu desejo não será suficiente para segurar o camisa 9 nas Laranjeiras, visto que o jogador está "louco" para assinar com o novo clube.

"Ele não vai ser vendido de jeito nenhum e fica no Fluminense. Ele viajou com a gente e vai jogar a Florida Cup", jurou Abad.

Apesar do tom assertivo do cartola, as conversas estão a todo vapor. Em contato realizado ainda no Rio, os representantes de Henrique não foram muito objetivos ao colocarem na mesa as possibilidades que poderão levar o jogador para o Corinthians. O que houve foi uma manifestação expressa da vontade de sacramentar a transferência e a promessa de que novos capítulos seriam escritos na Florida, local da pré-temporada de paulistas e cariocas.

O CEO Marcus Vinicius Freire voou para os Estados Unidos com esta incumbência na bagagem. Na linha de frente da negociação, Freire manterá contato com o agente do artilheiro, que também foi aos EUA com a missão de fechar o acordo.

O que pesa contra os cariocas na balança é justamente a vontade do jogador. O centroavante já manifesta aos quatro cantos o seu desejo desde que o Corinthians surgiu na jogada. Ele rechaçou imediatamente até uma sinalização do Flamengo, que acenou com um salário ainda maior do que o oferecido pelos alvinegros. No meio da negociação, o Ceifador calcula bem seus passos. Dono de boa reputação com o torcedor, ele quer sair pela porta da frente e não ter sua boa imagem arranhada. O status de ser titular do atual campeão brasileiro e a possibilidade maior de dar uma volta olímpica no ano, contudo, seduzem demais o paulista de Guarulhos.

Com um elenco muito enxuto, o clube das Laranjeiras vê com bons olhos a inclusão de corintianos no negócio, mas será também necessária uma compensação financeira para o Fluminense. O contrato vigente, inclusive, impede uma troca simples entre as partes. Caso isso aconteça, o Mirassol, clube que detém 50% dos direitos do jogador [o Flu é dono do resto], deve ser ressarcido em 4 milhões de euros (R$ 15,5 milhões).

Ao passo que o Fluminense ainda vai sendo montado fora de campo, o Fluminense começa a dar os seus primeiros passos na temporada de 2018. Na próxima sexta, o Fluminense pega o holandês PSV, em jogo válido pela primeira rodada da Florida Cup.

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

mais notícias

Últimas de Esportes

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber