Mais lidas
Esportes

Cielo se justifica após declaração polêmica sobre Manaus

.

SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) - Uma declaração de Cesar Cielo não pegou bem com os habitantes do Amazonas. Em entrevista para a revista Veja na última sexta-feira (5), o campeão olímpico dos 50 metros livre em 2008 fez uma comparação polêmica para justificar sua opinião de que Manaus não deveria receber uma das piscinas usadas na Rio-2016, que foi doada pelo Governo Federal ao Estado da região Norte.

Durante a conversa, Cielo culpou a burocracia do poder público por não conseguir levar uma das piscinas para seu projeto social de natação em Santa Bárbara d’Oeste (SP), sua cidade natal. "Aqui, uma dessas piscinas da Olimpíada foi para Manaus, para preencher um buraco que estava esperando por uma estrutura desde 2008. Será que eles precisavam realmente de um equipamento tão sofisticado? Com todo o respeito, é o mesmo que usar uma Ferrari num campeonato de rali."

Por conta da repercussão negativa com a comparação dos carros, o nadador se retratou oficialmente nesta segunda-feira (8), enviando uma carta oficial à Secretaria de Estado de Juventude, Esporte e Lazer do Amazonas (Sejel), que enviou um e-mail ao atleta.

Na nota, que foi publicada nas redes sociais da Sejel, o nadador explicou que suas críticas foram direcionadas a falta de cuidado do Governo Federal com o legado olímpico e também com a condução dos processos burocráticos no Brasil.

"Acredito em respeito e acredito que todos nós brasileiros somos merecedores das estruturas olímpicas, pois elas foram pagas com os nossos impostos, que pagamos com tanto esforço".

Cielo, que recebeu um convite da Sejel para estar na abertura do complexo, afirmou que "será um prazer poder participar da inauguração da piscina olímpica e do parque olímpico". A previsão atual é de que as obras sejam abertas ao público neste ano.

Veja a carta de Cesar Cielo na íntegra: À secretaria de Estado de Juventude, Esporte e Lazer, Sejel. Venho por meio desta carta responder o e-mail enviado sobre a entrevista publicada na Veja, mais especificamente sobre a piscina olímpica doada.

Gostaria de deixar claro que não fiz nenhuma crítica à cidade de Manaus, ao Estado do Amazonas e muito menos aos atletas e pessoas que vivem no norte do nosso país.

Acredito em respeito e acredito que todos nós brasileiros somos merecedores das estruturas olímpicas, pois elas foram pagas com os nossos impostos, que pagamos com tanto esforço.

Critiquei a forma de como o governo cuidou e cuida do legado olímpico, como um todo. Estruturas abandonadas e malcuidadas.

Critiquei também a forma de como as coisas são conduzidas no nosso país, quase sempre motivadas por interesses pessoais e políticos.

Fico muito triste em saber que a interpretação e repercussão foram negativas.

Em 2008 tive o prazer de inaugurar o Centro Olímpico de Manaus e vi uma arquibancada cheia de crianças, pais e mães que gostam da natação.

O meu maior objetivo é promover o meu esporte, nunca machuca-lo.

Quero ver mais brasileiros se tornando campeões mundiais. Eu tive a oportunidade de alcançar o meu sonho, agora é minha hora de retribuir.

Respondendo o convite: será um prazer poder participar da inauguração da piscina olímpica e do parque olímpico!

Aguardo o contato de vocês para podermos fazer isso acontecer!

Finalizando, aproveito para autorizá-los a publicar esta carta na íntegra.

Atenciosamente,

CESAR CIELO

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber