Facebook Img Logo
Mais lidas
Esportes

Reinaldo Rueda pede demissão e não é mais técnico do Flamengo

.

PEDRO IVO ALMEIDA E RODRIGO MATTOS

RIO DE JANEIRO, RJ (UOL/FOLHAPRESS) - O colombiano Reinaldo Rueda não é mais técnico do Flamengo. O treinador aceitou a proposta para comandar a seleção chilena de futebol e comunicou ao clube rubro-negro que não seguirá mais no clube. A multa a ser paga é de seis meses de salário do técnico, em torno de US$ 1 milhão (R$ 3 milhões). Sua saída deixa dirigentes rubro-negros bastante irritados pela sua conduta durante a negociação quando afirmou diversas vezes que ficaria.

Após dias de negociações com os chilenos, Rueda desembarcou no Rio de Janeiro na manhã desta segunda-feira (8) e informou sua posição à diretoria do Flamengo em reunião no final da tarde. O anúncio oficial da saída do técnico ocorrerá ainda nesta noite. Faltam apenas a formalização de suas saídas e apresentações de garantias de pagamento. A federação chilena terá de pagar o valor da rescisão ao clube, por isso, são necessárias garantias.

Sem Reinaldo Rueda, o Flamengo não deverá demorar a confirmar seu substituto. Paulo César Carpegiani, acertado para atuar como um gerente de futebol, é o nome mais cotado para assumir o comando técnico do time da Gávea.

O colombiano foi contratado ao final do primeiro turno do Brasileiro após a demissão de Zé Ricardo. Foi uma aposta da diretoria rubro-negra em uma opção estrangeira já que o primeiro escolhido Roger não aceitou. O contrato formato foi de um período longo até o final de 2018 e, assim, queria-se um projeto mais aprofundado.

Mas, no final de dezembro, a federação chilena se interessou por Rueda e foi procura-lo em seu país. Em uma novela de 15 dias, o treinador dizia à diretoria rubro-negra durante todo o tempo que voltaria e seria o treinador rubro-negro. Admitiu, no máximo, uma sondagem. Ao chegar no Brasil, em entrevista à Fox Sports, o treinador afirmou que havia especulações, e só uma proposta do Chile.

Com a confirmação de sua saída, dirigentes rubro-negros, que reafirmavam que ele ficaria, estão bastante irritados e consideram que foi uma atitude antiética por parte do treinador. Entendem que, se ele tivesse sido transparente durante o processo, o Flamengo teria mais opções e tempo para procurar treinadores, tendo sido prejudicado em seu planejamento.

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

mais notícias

Últimas de Esportes

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber