Mais lidas
Esportes

Uma das prioridades, Henrique é esperado no Corinthians para definir acerto

.

DASSLER MARQUES E DIEGO SALGADO

SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) - O Corinthians aguarda apenas a rescisão de contrato entre o zagueiro Henrique e o Fluminense para acertar a quarta contratação para a temporada 2018. À espera da definição e diante do cenário, são remotas as chances de o atleta participar da pré-temporada alvinegra nos Estados Unidos.

O início das conversas entre as partes sobre a quebra de contrato começou apenas na última quinta-feira. O Corinthians aguardava o fim do trâmite para incluir Henrique na lista de relacionados até este sábado.

"A [contratação] do Henrique está andando, espero que na próxima semana a gente liquide esse assunto. Depende de o Fluminense fazer sua rescisão", explicou Roberto de Andrade, presidente do Corinthians.

A expectativa da diretoria do Corinthians é que o rompimento ocorra até o meio da semana que vem, para enfim assinar contrato de dois anos com o zagueiro. Ele se juntará a outros três reforços do time: o volante Renê Júnior, o lateral esquerdo Juninho Capixaba e o atacante Júnior Dutra.

A contratação de Henrique é considerada uma das prioridades do Corinthians após a saída de Pablo. Hoje, o grupo do técnico Fábio Carille conta com quatro zagueiros com condições de entrar em campo: o titular Balbuena, Yago, além dos jovens Pedro Henrique e Léo Santos. Vilson ainda busca a forma ideal após se recuperar de uma lesão no joelho.

A diretoria do Corinthians também busca um centroavante para a lacuna deixada por Jô, que acertou com o Nagoya Grampus, do Japão. Como mostrou o UOL Esporte, o clube iniciou conversas para o retorno de Vagner Love. O alto salário do atleta, entretanto, é um entrave.

Em dezembro, o Corinthians iniciou uma negociação com o Fluminense pelo meia Gustavo Scarpa. As tratativas, porém, não evoluíram. Segundo o presidente corintiano, uma possível briga judicial entre o jogador e o clube carioca faz a contratação se tornar improvável.

"Acho muito difícil. Ele não apareceu lá, não sei o que aconteceu. Quando tentamos trazer com troca de jogadores, as coisas acabaram não acontecendo. É muito difícil, não sabemos se vai virar algum caso jurídico. Vai ficar um pouco mais difícil, uma situação muito obscura, a gente não sabe em que pé vai acabar isso. Fazer o negócio sem ter a certeza de como acaba é ruim", disse o mandatário.

O elenco com 35 jogadores viaja aos Estados Unidos no próximo domingo à noite. No país, o time alvinegro disputará dois jogos, diante do PSV Eindhoven-HOL (dia 10) e Glasgow Rangers (dia 13). A estreia no Campeonato Paulista será no dia 17 de janeiro, contra a Ponte Preta, no Pacaembu.

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber