Facebook Img Logo
  1. Banner
Mais lidas
Esportes

Mina pede para sair, e Palmeiras espera proposta do Barcelona para fechar venda

.

DANILO LAVIERI E LEANDRO MIRANDA

SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) - Yerry Mina pediu para sair do Palmeiras. O zagueiro colombiano manifestou nesta sexta-feira (5) ao diretor de futebol Alexandre Mattos a intenção de partir imediatamente para o Barcelona, que propõe pagar mais do que os 9 milhões de euros originalmente estipulados no acordo de preferência de compra pelo jogador. Agora, o time brasileiro espera uma proposta oficial do clube espanhol para fechar o negócio.

O acordo valeria só para o meio do ano, mas, após ouvir a vontade do atleta, o Palmeiras aceitou abrir negociação para receber mais do Barcelona e liberar Mina já em janeiro. O clube espanhol quer o colombiano agora para suprir as ausências de Umtiti, lesionado, e Mascherano, que está perto de oficializar sua saída para o futebol chinês. Atualmente, os catalães contam apenas com Piqué e Vermaelen para a posição.

"No dia 26 de dezembro, o Barcelona nos procurou, falou sobre a necessidade de ter o Mina agora", disse Mattos. "O Palmeiras não tinha interesse. Eles ofertaram 1 milhão de euros, depois aumentaram, e aumentaram de novo. E eu disse que não era o dinheiro, é questão técnica. Ele (Mina) chegou, conversamos e ele disse que tem um sonho forte, que acha que é o momento de seguir para lá".

"Se tiver que ficar, fica. Mas se tiver condição de fazer acordo, ele vai. Já passamos para o Barcelona o que é uma antecipação. Passamos a bola para lá. Se o Barcelona chegar, o Mina vai, mas se não chegar, ele treina e fica até o meio do ano", completou o diretor.

O Barcelona detém a preferência de compra pelo zagueiro de 23 anos desde que o Palmeiras o contratou do Independiente Santa Fe (COL), em julho de 2016. Na época, os espanhóis já queriam o jogador, mas o clube alviverde venceu a concorrência após convencer o time europeu a deixar Mina no Brasil com essa condição.

Em fevereiro do ano passado, o Palmeiras renegociou a data da preferência de compra, adiantando-a do meio de 2017 para o meio de 2018. Desta vez, porém, a vontade de Mina e a nova investida financeira do Barça devem acabar antecipando a saída do colombiano.

O Palmeiras é dono de 80% dos direitos econômicos de Mina, enquanto os outros 20% ficaram com o Santa Fe. O time usou dinheiro do ex-presidente Paulo Nobre (R$ 11,7 milhões) para contratar o zagueiro, e, caso o venda, terá que ressarcir o dirigente do mesmo valor, corrigido monetariamente. O lucro ficaria nos cofres alviverdes.

Uma saída de Mina em janeiro também seria positiva para as finanças palmeirenses porque o clube contava, em seu orçamento para 2018, com a entrada de R$ 27 milhões em julho pela venda do jogador. O valor correspondia à conversão, na época da chegada do zagueiro, de 7,5 milhões de euros, referentes aos 80% a que o Palmeiras tinha direito do total de 9 milhões de euros estipulados na preferência de compra do Barcelona.

Se o adeus de Mina for confirmado, o Palmeiras ficará com sete zagueiros em seu elenco principal: Edu Dracena, Juninho, Luan, Antônio Carlos, Emerson Santos, Thiago Martins e o recém-promovido da base Pedrão. Thiago Martins, porém, é desejado pelo Bahia, clube no qual ele jogou os últimos meses de 2017, e ainda pode sair.

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Edhucca

Últimas de Esportes

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber