Facebook Img Logo
Mais lidas
Esportes

Destaques da 93ª edição da Corrida de São Silvestre apostam no “dia perfeito”

.

Os brasileiros Franck Caldeira e Giovani dos Santos estão confiantes para a corrida |  Foto: Djalma Vassão
Os brasileiros Franck Caldeira e Giovani dos Santos estão confiantes para a corrida | Foto: Djalma Vassão

A 93ª Corrida Internacional de São Silvestre reunirá hoje vários destaques do país e do exterior em busca do topo do pódio. Algumas das atrações confirmadas para este ano estão em São Paulo desde sexta-feira e contaram sobre suas expectativas.

De uma maneira geral, todos disseram estar bem, mas que o importante é que este domingo seja uma dia perfeito e que tudo se encaixe para um bom desempenho.

A largada será às 8h20, na Avenida Paulista, altura da rua Frei Caneca, e a chegada em frente ao prédio da Fundação Cásper Líbero, no número 900.

Os brasileiros Franck Caldeira, campeão da São Silvestre em 2006, e Giovani dos Santos, quarto no ano passado, os quenianos Paul Lonyangata, campeão da Maratona de Paris, Stanley Biwott, campeão da Maratona de Nova York e da São Silvestre em 2015, e Leah Jerotich, vencedora da Maratona de São Paulo deste ano, e as etíopes Ymer Wude, bicampeã da São Silvestre, e Birhane Dibaba, campeã da Maratona de Tóquio 2015, falaram com a imprensa e mostraram muita confiança.

O mineiro Giovani dos Santos, quarto no passado, disse que vem com uma preparação muito forte. “Preparei-me bem e chego na melhor condição de todos os anos. Sabemos que os africanos tem um grupo forte, mas a SS é uma caixinha de surpresa. Quem está na prova está na briga e pode conseguir vencer. Vamos tentar até o final. Com relação à preparação, fiz um trabalho bom na altitude, voltei e venci a Pampulha. Espero fazer uma boa prova, pois nunca estive tão bem preparado”, encerrou.

Campeão em 2006, Franck Caldeira, também mineiro, está de volta à prova e bastante motivado. “Mais uma São Silvestre. Estou muito feliz, Depois de dois ciclos olímpicos, ficando atrelado à maratona, senti que era o momento de retornar. Espero fazer uma boa prova e conseguir colocar tudo em prática. Se for um dia perfeito, tenho certeza que isso acontecerá”, afirmou.

Paul Lonyangata não teve modéstia ao afirmar que veio para vencer a prova. “Eu vim para vencer. Sei que é uma boa prova, que tem boas pessoas, e adoro estar aqui. Estou num momento bastante positivo e espero poder mostrar isso vencendo”, declarou.

Stanley Biwott também não escondeu a confiança. “Espero uma boa corrida para fechar o ano. Espero ter um bom dia e ganhar. Conheço a prova e sei que tenho grandes adversários, mas sempre penso em fazer o melhor e vencer. Vamos ver o que acontece”.

A bicampeã da prova (14 e 15), a etíope Ymer Wude, sua compatriota Birhane Dibaba, e a queniana Leah Jerotich, pouco falaram, mas também confirmaram estar preparadas para a corrida de hoje pela manhã. 

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

mais notícias

Últimas de Esportes

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber