Mais lidas
Esportes

Messi é o artilheiro global de 2017, mas ainda pode ser superado por Kane

.

SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) - Messi fechou 2017 na frente de Cristiano Ronaldo na tabela de artilheiros do ano. Com um gol no clássico do último sábado (23), o craque argentino do Barcelona fechou os últimos 12 meses com 54 gols marcados, um a mais que o português do Real Madrid, que o uruguaio Edinson Cavani, do PSG, que o polonês Robert Lewandowski, do Bayern de Munique, e que o inglês Harry Kane, do Tottenham.

O "título" de Messi, no entanto, não está garantido, todavia. As competições francesas, alemãs e espanholas estão em pausa de fim de ano, mas na Inglaterra ainda há mais uma partida por ser disputada.

O tradicional Boxing Day, o dia seguinte após o Natal no Reino Unido e países do antigo império britânico, terá oito jogos do Campeonato Inglês, dentre eles Tottenham e Southampton nesta terça-feira. O duelo entre quinto e 13º colocados (respectivamente) permitirá que Harry Kane iguale ou supere Messi na artilharia de 2017.

A conta leva em consideração os jogos de seleções e clubes e, apesar de Kane ter mais partidas disputadas, a vitória sobre o Burnley no sábado permitiu que o centroavante estivesse na briga. O destaque do Tottenham marcou três vezes no confronto direto -o Burnley é o sétimo no Inglês- e igualou Mohamed Salah na artilharia da competição.

Messi está distante de sua melhor marca, estabelecida em 2012 -naquela ocasião, o argentino fez 91 gols em 69 partidas. Ainda assim, o camisa 10 do Barcelona teve um ano dentro seus padrões. Messi não fica abaixo de 40 gols na temporada desde 2009 e apenas em 2013 não superou a barreira dos 50 gols.

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber