Facebook Img Logo
  1. Banner
Mais lidas
Esportes

Popularidade de pivô dos Warriors enlouqueceu NBA e mudou Jogo das Estrelas

.

RODRIGO TRINDADE

SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) - Zaza Pachulia é titular do Golden State Warriors, mas está longe de ser um dos nomes que qualquer um lembraria ao pensar no domínio da equipe californiana nas últimas temporadas. Pivô georgiano de 2,11m, ele não arremessa para três pontos, não costuma dar enterradas plásticas ou mesmo tocos em adversários.

Aos 33 anos, o veterano nunca foi uma estrela da NBA, mas seus fãs fizeram com que a liga se movimentasse para regular melhor a votação para o Jogo das Estrelas, badalado evento que ocorre na metade de toda temporada.

O pivô é querido em seu país natal, que participou em peso da eleição do Jogo das Estrelas de 2016. Então no Dallas Mavericks, com médias de 10,5 pontos e 10,8 rebotes por partida, ele recebeu 768.112 votos e ficou próximo de desbancar o astro Kawhi Leonard, do San Antonio Spurs, de uma vaga no evento -foram menos de 15 mil votos de diferença.

Toda essa movimentação fez com que a NBA alterasse a votação dos titulares da festa, antes escolhidos pelo voto popular. O jogo realizado em 2017 teve seus titulares escolhidos em parte pelo público, outra pela imprensa especializada e outra pelos jogadores. Tal alteração foi chave para que Pachulia acabasse fora da equipe, pois se fosse por popularidade ele estaria atrás somente de Kevin Durant na Conferência Oeste entre os escolhidos para alas e pivôs.

O georgiano recebeu 1,5 milhão de votos, apenas 200 mil a menos que Durant. No entanto, por causa da imprensa e dos jogadores, acabou em sexto no processo seletivo (atrás de Leonard, Anthony Davis, DeMarcus Cousins e Draymond Green), algo que ele não enxerga negativamente. “Quando se fala de decepção, na realidade eu sou orgulhoso do que aconteceu”, afirmou o jogador nesta quinta-feira (21), em teleconferência com a imprensa internacional. Questionado se as mudanças no processo seletivo haviam lhe chateado, o pivô foi honesto ao dizer que não se considera um atleta com nível para o Jogo das Estrelas -a votação para a edição de 2018 começou no mesmo dia. “Em primeiro lugar, eu não tinha ideia que a votação para o Jogo das Estrelas começou hoje. A maioria dos meus fãs, sendo honesto, é da Geórgia, são votos da Geórgia. As pessoas têm votado muito em mim. Fizemos a liga mudar as regras, então esse é o meu momento de maior orgulho. Sendo realista, eu não sou um jogador com calibre para Jogo das Estrelas”, assumiu.

Pachulia admitiu, no entanto, que o amor recebido por seus fãs é gratificante, especialmente por ele estar longe de ser um dos atletas mais populares da NBA. “Não é sobre ser um All-Star. É o amor e o apoio que eu tenho recebido sem ter pedido sequer uma vez para votarem em mim”, celebrou.

Apesar da alegria, o pivô tem ficado fora das quadras nas últimas semanas, em recuperação de uma lesão no ombro esquerdo. Pachulia perdeu cinco jogos na temporada atual, sendo os últimos quatro deles consecutivos. Ele corre contra o tempo para se recuperar para a partida de Natal contra o Cleveland Cavaliers, confronto que começará às 18h (de Brasília).

Além do georgiano, o Golden State Warriors também aguarda a recuperação do ala-pivô Draymond Green, um dos três titulares que têm desfalcado o time. O outro é o armador Stephen Curry, que tem ausência certa no duelo com os Cavs.

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Edhucca

Últimas de Esportes

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber